15 de jun de 2012

Operação policial busca provas sobre propinas na gestão Serra/Kassab

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!



Uma operação policial de busca e apreensão recolheu documentos, cofre e computadores na casa e no escritório do ex-diretor da prefeitura de São Paulo, Hussain Aref Saab.

Aref foi nomeado por José Serra (PSDB-SP) em 2005 para ser o diretor responsável pela aprovação das obras, ficou no cargo até abril deste ano, quando estourou o escândalo de cobrança de propinas para licenciar obras.

Em entrevista coletiva, o promotor de Justiça Silvio Marques afirmou que há mais gente graúda envolvida além de Aref e do vereador Aurélio Miguel (PR), acusado de participação no esquema.

Uma ex-diretora financeira da Brookfield Gestão de Empreendimentos (BGE), já testemunhou declarando que a empresa pagou R$ 1,6 milhões em propinas para liberar obras irregulares nos shoppings Higienópolis e Paulista, em São Paulo.

Segundo Marques, seis testemunhas ouvidas revelaram o pagamento de propina, não apenas a Brookfield. "Estamos trabalhando com um total de 118 imóveis, pelo menos. A cada dia surgem mais informações. Não temos um balanço porque alguns cartórios não nos enviaram todas as informações que solicitamos". O promotor declarou que vários ex-diretores da empresa teriam pago propina ao ex-servidor e ao vereador.  

Sintonia Fina
- com Amigos do Lula

Um comentário:

Anônimo disse...

Não sei se isso vai adiantar muita coisa,afinal de contas foi a policia civil e o ministério público paulista que fez esta apreensão de documentos.Lembre-se os dois orgãos pertencem ao ESTADO QUE PERTENCE AO GOVERNADOR QUE ESTÁ SUBMISSO AO SECRETÁRIO SE SEGURANÇA PÚBLICA QUE ESTÁ SUBMISSO AO SERRA E QUE SÃO TODOS DO PSDB.AGORA SE FOSSE A FEDERAL A HISTÓRIA SERIA OUTRA!!!!