11 de abr de 2012

Por que Lula quer a(s) CPI(s)? Porque vão melar o mensalão

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!


O Sintonia Fina reproduz texto de PHA no Conversa Afiada.

O ansioso blog já tinha informado que o Nunca Dantes insistiu na instalação das duas CPIs – a da Privataria do Padim Pade Cerra, e a do Robert(o) Civita – que merecerá entusiasmada defesa da ANJ – , quer dizer, a CPI do Demóstenes, Cachoeira e do …


É o que diz a Folha (*), na capa desta quarta-feira.


O importante a observar – e talvez o líder do PT, Jilmar Tatto, já tenha percebido – é que o Lula quer as duas CPIs: a da Privataria do Padim também.


Agora, amigo navegante, por que o Nunca Dantes quer as DUAS ?


Porque elas vão acabar de melar o mensalão.


O melaço começou a escorrer quando a TV Record exibiu  a entrevista que Ernani de Paula – o senador Álvaro Dias o convocará para depor (leia o “em tempo”) – concedeu a este ansioso blogueiro.


Está claro que o mensalão fez parte da trama para derrubar o Governo trabalhista do Presidente Lula.


Dela participaram, como se disse no Casablanca, “the usual suspects”.


E a Veja e o PiG (**).


Tudo para eleger o Padim Pade Cerra com a Teoria do Sangramento, de autoria do Farol de Alexandria.


O vídeo da corrupção do funcionário subalterno dos Correios, assim como a entrevista de Thomas Jefferson, que deu o Premio Pulitzer a Renata Lo Prete,  tudo não passava de uma Carta Brandi do Carlos Lacerda.


O Mauricio Dias já tratou dessa moralidade hipócrita da UDN contemporânea. 


Satiagraha, Montecarlo, Privataria – é água que move o mesmo moinho.


A Folha (*) percebeu que a batata está assando.


O Golpe virou-se contra o feiticeiro.


Em tempo: o senador Álvaro Dias aparece em todas as reportagens do jornal nacional a tratar do Demóstenes. O Vasco, que acabou de aportar em Cape Cod para acompanhar a visita da presidenta a Boston, tem um conselho a dar ao Álvaro Dias. “Não ponha o seu rosto e a sua reputação na telinha ao lado do Demóstenes.” Mesmo que seja com o nobre intuito de derrubar a Dilma, a simples proximidade com a imagem do Demóstenes “pode ser fatal, senador”, diz o Vasco, ao saborear um Jack Daniels com gelo. Vasco é a favor de uma oposição inteligente, criativa, como a que Álvaro Dias personifica. 


Em tempo2: os telejornais do Ali Kamel tentam montar a “CPI do Demóstenes do B”: vão demonstrar que a corrupção é no PT. Já, já, o Ali Kamel sobe a rampa do Palácio e acha o Cachoeira sentado na ABIN. 


Paulo Henrique Amorim



Sintonia fina

Nenhum comentário: