30 de jun de 2012

Serra, sempre do lado errado:Alexandre Schneider, vice do Serra, não fez repasses para a Educação

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!



Miguel Baia Bargas com informações do Portal Terra

A escolha do vice na chapa do tucano José Serra, que disputa a Prefeitura de São Paulo em 2012, foi resolvida numa reunião tensa entre Alckmin e Serra na madrugada de sábado, dia 30, com a indicação do ex-secretário municipal de Educação Alexandre Schneider (PSD). 

O nome do ex-secretário ganhou força após decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que concedeu tempo na propaganda do horário eleitoral gratuito e acesso ao fundo partidário ao PSD do prefeito Gilberto Kassab.

Segundo o ex-ministro da Educação Fernando Haddad, Kassab e Schneider não mostravam interesse por recursos federais para aplicar em educação na cidade. De acordo com o portal do governo federal, na gestão Kassab, de 2006 a 2012, foram assinados apenas R$117 mil em convênios de repasse entre MEC e Prefeitura de São Paulo, o que equivale a uma média de R$55,00 por dia. 

A Secretaria Municipal de Educação nega que tenha havido “má vontade” por parte da prefeitura e afirmou que contabiliza mais convênios do que consta nos dados federais.

Membros do PSDB queriam formar uma chapa puro-sangue com a indicação de Andrea Matarazzo para a vaga de vice. No entanto, essa escolha não agradava os partidos aliados – além do PSD, os tucanos terão o apoio de PV, DEM e PR – e, mais uma vez, Serra impôs seus caprichos ao partido.

Sintonia Fina

Um comentário:

llManuh disse...

De onde Serra tira tanto índio?