19 de abr de 2013

PURO VENENO DO PIG: 'ECONOMIST' DIZ QUE BRASIL AGIU TARDE CONTRA INFLAÇÃO


"Um banco central sabe que perdeu o controle das expectativas de inflação quando a alta dos preços vira assunto de piadas", aponta reportagem publicada pela revista britânica sobre a situação econômica do Brasil; publicação diz ainda que a inflação alta tem atingido especialmente as famílias de menor renda, o que pode prejudicar Dilma nas eleições de 2014...




A revista britânica "Economist" começou sua reportagem sobre a situação econômica do Brasil em sua última edição, com a seguinte frase: "Um banco central sabe que perdeu o controle das expectativas de inflação quando a alta dos preços vira assunto de piadas".
O texto cita as piadas sobre o preço do tomate, que se espalharam pelas redes sociais, e até mesmo as notícias de que o crime organizado estaria contrabandeando o fruto pela Tríplice Fronteira.
A revista citou ainda os últimos dados sobre a inflação no Brasil e também a decisão do Banco Central (BC) dessa semana de subir os juros em 0,25 ponto percentual –para 7,50% ao ano--, numa tentativa de segurar a alta dos preços.
"A tardia alta da taxa de juros indica que o banco reconhece que precisa reconquistar um pouco da credibilidade perdida", diz. A revista afirma que, em discursos, a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, falaram sobre os juros baixos como uma "conquista" do governo brasileiro. Isso, segundo a "Economist", colocou a "independência operacional" do BC em xeque desde agosto de 2011.
A reportagem aponta que a inflação alta tem atingido especialmente as famílias de menor renda, o que pode prejudicar Dilma nas eleições de 2014. 
com 247

Um comentário:

Anônimo disse...


Quando 'piadas' veiculadas funcionam como carimbo de autenticidade para arbitrariedades do PIG. Onde está escrito que tem de ser assim? Que "isso" quer dizer "aquilo"? Que porcaria é The Economist?