26 de abr de 2013

O PiG e a oposição corrupta querem ganhar no grito





Nos últimos dias o que mais se ouve falar é sobre duas PECs e um  projeto de lei que tramitam no Congresso Nacional, que, segundo a mídia jabazeira, seus leitores formados por analfabetos funcionais, e a oposição incompetente e corrupta, representam um golpe na democracia.


Vamos por parte, como diria o estuprador.


A mídia e a oposição (por conveniência política) estão faltando com a verdade quando tratam desses assuntos.O PiG e a oposição agem de má-fé para desgastar o PT.


A PEC 33, que impõe limites ao STF, não tem nada disso do que fala a mídia, a oposição, e parte do STF, que afirmam que o objetivo da PEC é retaliar o STF por causa do julgamento do mensalão.Longe disso. Em primeiro lugar, como disse o autor da matéria, a citada PEC foi apresentada à Câmara dos Deputados no ano de 2011, dois anos antes do julgamento final do mensalão. 

Em segundo lugar, a PEC não é uma obra única do PT, o PSDB, que hoje, por explícita conveniência eleitoral, é contra a proposta teve a relatoria da matéria, e, como sabido, é a relatoria quem faz o projeto andar nas Casas Legislativas. Se o projeto era ruim por que o relator, o deputado João Campos(PSDB-GO) não deu parecer contrário à matéria, como ocorreu com Genuíno, ao relatar a Emenda da Trieleição de Lula ( o autor da matéria foi o deputado Devanir Ribeiro(PT-SP).

Em terceiro lugar, na PEC não tem nada, como sugere o PiG e a oposição, de matéria penal. A PEC só trata de assuntos referentes às Súmulas Vinculantes, e de ações de inconstitucionalidades. Os mensaleiros, como gosta de chamar o PIG, não vão se beneficiar, de forma alguma, se a emenda vier a ser promulgada.



Em relação a PEC 37, que tira o poder de investigação do MP, a mesma é de autoria do deputado e delegado de polícia Lourival Mendes, do PTdoB do Maranhão,  o PT não tem nada a ver com a emenda. E pelo que li em uma entrevista com o autor da matéria, a exclusividade do poder de investigação das policias (estadual e federal) é um pleito antigo da categoria, que não se conforma com a falta de competência do Ministério Público para investigar. 

Ao contrário do que diz o PSDB, o PT não quer botar mordaça no MP, quem fez isso foi FHC, com a aprovação PL 2961/97, cuja relatora foi Zulaê Cobra (ex-PSDB-SP).


A proposta (PLC 14/2013), que cuida do troca-troca partidário, da baderna eleitoral também não é da autoria do PT, mas de Edinho Araújo (PMDB-SP). Ao contrário do que diz o PiG e oposição sem voto, o projeto de lei data do ano de 2011, e não de 2013.O PSDB e o PPS, quando pensavam que o governo Dilma iria naufragar com a crise econômica mundial, votaram pela urgência da matéria. Hoje, também por questões eleitorais, os bandidos que compõem esses partidos são contra a lei.


Como se vê, nada nas três espécies normativas há o desejo do PT de golpear a democracia. O PT é o partido mais democrático do Brasil.


Li hoje um artigo de um sobrinho de um ex-deputado estadual (amigo e aliado de Jarbas Vasconcelos) cassado pela ditadura militar, que hoje mama nas tetas da Viúva com uma gorda pensão, além da vultosa quantia atrasada que recebeu, que me deixou estarrecido. O cara, um verdadeiro analfabeto funcional, chega a dizer que o objetivo do PT é implantar uma republica comunista no Brasil. Pasmem! É isso mesmo!


Por conta de comentário feito esse, resta ao PT ir à blogosfera lulopetista, já que o PiG esconde a verdade dos fatos, para denunciar a má-fé, a malandragem do PIG e dos partidos da oposição, que estão fazendo de tudo para desgastar o governo Dilma e, com isso, tentar levar a eleição de 2014 para o segundo turno.Ainda há tempo.

SINTONIA FINA




Nenhum comentário: