8 de abr de 2013

GLOBO VOLTA A INSISTIR NO APAGÃO. DESTA VEZ, EM 2014


"O CORVO" CRIA MAIS UMA CRISE...

No início deste ano, o jornal da família Marinho abraçou a tese de que o Brasil já estava vivendo um apagão um informal, com racionamento de energia nas indústrias. Era mentira. Agora, a publicação, que já ganhou o apelido de "O Corvo", volta a prever o colapso do setor elétrico, mas só em 2014, em meio à Copa do Mundo; por que tanto mau agouro?

Na primeira semana de janeiro, os jornais brasileiros abraçaram a ideia de que o País estaria prestes a viver um novo apagão. O mais explícito foi O Globo, da família Marinho, que colocou em sua manchete que as indústrias já estavam racionando energia. O apagão, como se sabe, não veio, mas o jornal manteve seu viés extremamente negativo em relação ao governo Dilma, o que fez com que passasse a ser chamado de "O Corvo", e não mais "O Globo", durante certo período.
Nesta segunda-feira, O Globo, mais uma vez, amanheceu como O Corvo. E o mau agouro, agora, diz respeito a 2014. Segundo o jornal, os atrasos nas obras de infraestrutura fizeram dobrar o risco de apagão. Ou seja: o racionamento que não ocorreu neste ano agora está previsto para ocorrer em 2014, em plena Copa do Mundo.
No entanto, de acordo com os dados da reportagem, o risco de colapso do setor elétrico é menor do que a manchete faz supor. Segundo o Globo, a possibilidade de um racionamento subiu de 5% para 9%.


- com 247

Nenhum comentário: