7 de abr de 2013

DESONERADO, GLOBO CRITICA DESONERAÇÕES. ESCORPIÃO?


Jornal 'O Globo', de João Roberto Marinho, esperou o governo estender as desonerações da folha de pagamento a mais 14 setores, incluindo as empresas de comunicação, para, neste domingo, criticar a política de estímulos à economia do ministro Guido Mantega; se é tão ruim assim, por que não recusam?

***

A manchete do jornal 'O Globo' deste domingo destaca que os esforços do governo Dilma Rousseff para turbinar a economia custaram R$ 315 bilhões aos cofres públicos nos últimos dois anos. Curiosamente, a crítica chega dois dias depois de o mesmo criticado governo anunciar uma ampliação de desonerações a 14 setores, entre eles o de comunicação. Síndrome do escorpião?

A reportagem do Globo destaca que as desonerações empreendidas pelo governo "tiveram pouco efeito sobre o Produto Interno Bruto, que cresceu apenas 2,7% em 2011 e 0,9% em 2012" e dá voz a empresários que "afirmam que os incentivos foram importantes, mas lembram que, diante de uma crise internacional e da falta de competitividade da indústria brasileira, eles conseguiram apenas evitar um quadro ainda pior".

Além dos setores de carga e descarga de contêineres em portos e infraestrutura aeroportuária, contemplados pelo último anúncio de desonerações, descatam-se na nova lista as empresas jornalísticas e de radiodifusão. O percentual que incide sobre o faturamento bruto, nesses casos, será de 1%. Se a economia do ministro da Fazenda, Guido Mantega, é tão ruim assim, por que os jornais não a recusam?





Nenhum comentário: