28 de fev de 2013

SP gastou R$ 1 bilhão em publicidade

Por Altamiro Borges

Entre 2004 e 2011, o governo do Estado de São Paulo, hegemonizado pelo PSDB, gastou R$ 1 bilhão com publicidade oficial. O gasto com propaganda mais do que dobrou no período, em especial durante a gestão do tucano José Serra. Em 2009, o pré-candidato à presidência da República atingiu o pico da despesa com propaganda do seu mandato - R$ 311,7 milhões, em valores atualizados pela inflação. Neste cálculo não estão incluídos os gastos milionários das empresas públicas - como o Metrô, a Sabesp e a Dersa.

No caso do atual governo estadual, houve um aumento de 26% nos gastos com publicidade em 2013, em comparação com as despesas ordenadas no ano passado. A gestão de Geraldo Alckmin, candidato à reeleição em 2014, prevê gastar R$ 226 milhões para divulgar suas realizações e veicular peças de utilidade pública. O bombardeio publicitário deverá aumentar nos próximos meses - até porque a gestão do tucano está muito desgastada e tenta desesperadamente limpar a sua imagem de incompetente e ineficiente. 

As informações sobre as despesas com propaganda dos governos tucanos foram extraídas dos relatórios de execução orçamentária apresentados ao Tesouro Nacional, por exigência da Lei da Responsabilidade Fiscal. Segundo a assessoria técnica do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo, elas estão incluídas na rubrica "comunicação social" e podem ocultar outras despesas em publicidade, como patrocínios, compras de assinaturas de jornalões e revistonas, isenções fiscais e outras mamatas.

Bem que a assessoria técnica do PT poderia solicitar, com base na Lei de Acesso à Informação, os dados de quem recebeu esta baita grana. Quanto será que a Veja, a Folha, o Estadão e a TV Globo receberam para praticar o seu jornalismo chapa-branca, que blinda os tucanos? Quanto que isto pode representar nos salários de alguns "calunistas" amestrados que fazem parte da "massa cheirosa" do PSDB?
 
Sintonia Fina

Nenhum comentário: