4 de jul de 2012

Cachoeira, oposição tucana e Globo, todos juntos, atacam só o PT

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!

Por: Helena Sthephanowitz, especial para a Rede Brasil Atual


Cachoeira, oposição tucana e Globo, todos juntos, atacam só o PT
A arapuca de Cachoeira em dois momentos diferentes: com Rubens Otoni e Raul Filho, ambos do PT: vazamento seletivo? (Reprodução)
Na mesma edição em que o programa Fantástico exibiu uma entrevista exclusiva com a mulher de Carlinhos Cachoeira, no último domingo, a produção da TV Globo conseguiu um vídeo de 2004 gravado pelo bicheiro, onde o então candidato a prefeito de Palmas, no Tocantins, Raul Filho (PT), caiu na arapuca de Cachoeira, quando buscava doações para campanha eleitoral.
Segundo o Fantástico, o vídeo foi apreendido na casa do cunhado de Cachoeira pela Polícia Federal, durante a Operação Monte Carlo. Porém, a notícia que correu é que foram apreendidas centenas de vídeos. Por que a TV Globo só divulgou este? É possível que a própria gente de Cachoeira tenha vazado só este vídeo, uma vez que devem ter cópias. E é possível que o motivo tenha sido mandar um recado conjunto para intimidar a bancada petista na CPI, já que os tucanos têm se esforçado para tirar o foco do bicheiro e das revistas Veja e Época.
Logo que foi preso, gente de Cachoeira vazou um vídeo semelhante com o deputado Rubens Otoni (PT-GO), também de 2004, quando ele foi candidato a prefeito de Anápolis (lado esquerdo da imagem). Curioso notar que a arapuca montada para filmar o encontro com Raul Filho é exatamente a mesma (lado direito da imagem). Gravado na mesma sala com os mesmo móveis, o mesmo quadro na parede e com a câmera filmando do mesmo ângulo. Daí fica a pergunta: quantos políticos passaram por essa sala em 2004 e quantos e quais foram filmados?
O vídeo contra Otoni só causou constrangimento, mas como ele não foi eleito prefeito, não haveria nem como Cachoeira tirar vantagem dele na prefeitura. Já Raul Filho foi eleito em 2004 e reeleito em 2008. Porém é estranho que não haja referências a ele nas interceptações telefônicas da Operação Monte Carlo, mesmo que a empreiteira Delta tenha contrato para coletar lixo com a prefeitura de Palmas.
modus operandi do esquema Cachoeira sempre foi soltar os vídeos contra quem se torna seu desafeto e não o incrimine. Foi assim com Valdomiro Diniz. Logo, é de se perguntar se Raul Filho tornou-se aliado ou desafeto de Cachoeira depois de eleito. Afinal se o prefeito de Palmas tivesse sido corrompido por Cachoeira, o bicheiro seria o corruptor, o que torna mais complicado para ele se livrar da cadeia.
Quanto ao prefeito, um advogado diria que o vídeo é inconclusivo, porque a TV Globo disse que conversaram mais de uma hora, e os trechos que foram levados ao ar (provavelmente os mais comprometedores) não chegam a incriminar, apesar de serem claramente constrangedores politicamente. Além disso, obviamente geram suspeitas de favorecimento ao bicheiro em futuras licitações.
Quem ficou pior na fita foi uma terceira pessoa que, em outra reunião, agora sem a presença de Raul Filho, fala em pulverizar o dinheiro provido por Cachoeira em cinco contas sem vínculo com campanha eleitoral, e também fala em, no futuro, "garantir aposentadoria", o que dá a entender como pedido de propina para enriquecimento pessoal.

Sintonia Fina

Nenhum comentário: