28 de jun de 2012

Siricuticu, piripaque do Deputado "Carlos Sampaio"

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!

O Dep. Federal Carlos Sampaio do PSDB de São Paulo, teve um siricuticu, umpity, um estequeterereque, um piripaque, ou tudo isso ao mesmo tempo durante a reunião da CPMI do Cachoeira.
A razão do destempero foi o depoimento do jornalista Luis Carlos Bordoni, ex-PSDB de Goiás e ex-companheiro de primeira linha do Governador tucano Marconi Perillo, que acabou com todas as esperanças tucanas de desvincular Perillo do esquema do contraventor Carlos Cachoeira.
A coisa foi séria. Carlos Sampaio, designado pelo PSDB para tumultuar a reunião e desqualificar o jornalista, fez mais zoada que criança em ônibus escolar, mas foi tudo em vão, agora Inês é morta e o Relator da CPMI, Dep. Odair Cunha, tem nitroglicerina nas mãos e vai detonar o esquema Perillo/Cachoeira, o estrago vai ser enorme.

Outro tucano que ficou nos cascos foi Álvaro “babão” Dias, que perguntou ao jornalista se era verdade que ele (o Bordoni) já havia sido abduzido por ET ‘s e ele respondeu na lata: Já sim, senador, e encontrei lá as pessoas que lhe passaram esta informação, sentadinhas, só esperando eu chegar para contar para o senhor. Foi uma risada geral e o babão ficou com cara de bobão.

Voltando ao Carlos Sampaio, o deputado parecia estar com o “tinhoso” no corpo. O homem parecia possuído por um espírito zombeteiro. Ele esbravejou todo tempo, desrespeitou o depoente, ameaçou processar o jornalista por sonegação fiscal, só faltou plantar bananeira vestido de Carmem Miranda. Carlos Sampaio era a imagem do desespero que bateu à porta do alto tucanato, apesar dele próprio ser um mero baixo clero para seus companheiros de legenda.
Não teve jeito que desse jeito, ficou absolutamente clara a eleição de Perillo bancada pela contravenção, o “braço” da contravenção dentro do Governo goiano, a ligação pessoal de Perillo com Cachoeira e, de quebra, a casa vendida para o bicheiro. Toda a arrogância de Perillo será devidamente castigada.

Mas, por que tudo isso, gente? Qual a razão do desespero que depenou o tucano? Simples. O principal reduto tucano é, sem dúvida, São Paulo, acontece que Serra vai perder as eleições municipais, isto é líquido e certo, com julgamento do chamado “mensalão”, ou sem ele, com atentado da bolinha de papel, com direito até a tomografia, ou sem papel e sem bolinha, Serra vai perder as eleições e daí a importância do Governo tucano em Goiás, sem Perillo Governador, o tucanato ficará irremediavelmente órfão.

Todo mundo que tem três neurônios (tico, teco e peteleco) sabe que sem 2012, não haverá 2014 para Serra, que por um erro de avaliação, resolveu se testar nas urnas. Foi um baita tiro no pé. Se ganhasse a Prefeitura de São Paulo e saísse candidato ao Planalto, os paulistanos riscariam Serra do caderninho deles, afinal seria a segunda vez que Serra os levaria no bico e isso seria imperdoável.

Quando Serra perder as eleições municipais, Aécio Neves será legitimado para a disputa presidencial de 2014 e o mote da campanha de Aécio nas prévias do PSDB, já estou até vendo, será: “Não vote em quem não tem votos nem para ser prefeito.” E Aécio não vai mentir, não vai ter bolinha que o salve do ostracismo melancólico.

Sintonia Fina
com Lili Abreu

Nenhum comentário: