11 de mai de 2012

AZEVEDO(Tio Rei) E O DESESPERO DE VEJA

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!



É verdadeiramente muito, muito agradável, ver quando um certo setor canalha da imprensa nacional, começa a sentir o chão debaixo de seus pés, ruir.

Como num filme que o vilão que passa por bonzinho o tempo todo, e começa a se desesperar.

É o que está acontecendo com Veja e seus comparsas. De publicação tida pela direitona brasileira como honesta, proba e moralista, passou num piscar de olhos, a uma revistinha criminosa, que se alia a bandidos para favorecer amigos e detratar inimigos. A blogsfera já sabia disso havia muito tempo até porque, levava bordoadas dos colunistas pau mandados da Abril, o tempo todo. Sempre acusando os blogueiros de estarem a serviço do PT e do Governo Federal.

O que Veja sempre tentou, com considerável sucesso até agora, foi esconder suas relações espúrias com a nata do crime organizado brasileiro e da banda podre da política nacional. Sob a capa da liberdade de imprensa, Veja mentiu e distorceu o quanto pôde para livrar a cara de seus amigos e apaniguados e para jogar no lixo a imagem de quem quer que estivesse do outro lado.

Veja denunciou alguns corruptos do PT e do Governo Federal? Sem dúvida. Eles existiam mesmo. Mas curiosamente, nunca denunciou nenhum corrupto da demotucanagem, e ao contrário, os elevava ao status de semi-deuses da honestidade. Era tudo falsidade. Ela dava cobertura com seu fogo cerrado semanal contra os progressistas, para que seus aliados retrógrados e pilantrões pudessem agir sorrateiramente no submundo da politicagem nacional. Isso quando simplesmente não inventava histórias absolutamente infundadas, para usar como cortina de fumaça para alguma tramóia. É o caso dos tais "dólares de Cuba" que teriam, segundo a publicação, ajudado na campanha de Lula.

Era mais fácil Lula mandar dinheiro pra Cuba, do que o contrário. Mesmo assim, boa parte da opinião pública brasileira foi cooptada pela mentirada de Veja, porque infelizmente, muita da gente de bem do país, ainda acredita que imprensa é um negócio sério. E se deu no Jornal Nacional ou na Veja, é porque é verdade.

Ledo engano! Esquecem que a mídia é um negócio privado e que visa lucro. Portanto, vai para onde estiver sinalizando a grana fácil.

Como dito, o desespero começou a bater e o fogo iniciou o salpico nos pés da vassalagem midiática que só serve a um único deus. O deus dinheiro.

Reinaldo Azevedo, o aríete mór de Bob Civita, foi escalado para tentar convencer a opinião pública, que colocar a imprensa no banco dos réus é um atentado à democracia. Sempre o mesmo trololó.  Claro, e o medo, onde é que fica?

CPI como já disseram alguns, se sabe como começa, mas nunca se sabe como termina. E é esse o pavor de Azevedo e seus patrões. No texto de ataque escrito esta semana (leia aqui se tiver paciência), você nota que no final, ele pede que se alguém tem algo contra a imprensa, que acione a Justiça. Mas ora, e a CPI é o que, senão o braço anterior ou auxilar (depende do caso) a uma investigação policial e judicial que já está em curso?

O que Azevedo pretende com esse joguinho de palavras, é tirar seu traseiro da seringa. Ele quer que os tais casos de corrupção da Veja vão para um juiz singular na Justiça Estadual? Esperar 10 anos para serem julgados? Muito esperto esse senhor. 

Na CPI o bicho pega porque todos que foram até agora defenestrados pela revista, adorarão uma boa revanche. 

Do que tem medo Azevedo? De que tem medo Bob Civita?
 
Sintonia Fina
- com Pragmatismo Político 

Nenhum comentário: