7 de abr de 2012

Lula conta os segredos do “mensalão” sem precisar dizer uma palavra

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!

Quem defende a tese de que Lula sabia do mensalão se sustenta na afirmação de Marconi Perillo, governador de Goiás, que diz ter contado ao ex-presidente sobre o esquema. Agora, sem ter de dizer uma palavra, Lula começa a fazer o milagre de revelar tudo o que esteve encoberto na história do “mensalão”

Um dos principais argumentos para dizer que o ex-Presidente Lula tinha conhecimento dos esquemas de depósitos ilegais de dinheiro para parlamentares em seu primeiro governo é o fato de que o governador de Goiás, Marconi Perillo, afirma tê-lo avisado de que estaria ocorrendo o “mensalão”.

Marconi Perillo (dir.) garantiu que alertara Lula, em 2005, sobre o mensalão. Agora, sete anos depois, evidências revelam que o próprio Marconi é peça chave por trás de toda a trama. O ex-presidente parece não ter esquecido de cumprir a promessa de desnudar a história


Perillo diz ter sido alertado pelo deputado tucano Carlos Leréia. Ambos, como todos sabem, mais do que ligados a Carlinhos Cachoeira.

O caso começou, todos se recordam, com a filmagem de um funcionário dos Correios, Maurício Marinho, recebendo R$ 3 mil de interlocutores, num “furo de reportagem” de Policarpo Júnior, da Veja.

Sabe-se agora que a gravação foi providenciada pelo araponga Idalberto Matias de Araújo, o Dadá, sargento reformado da Aeronáutica a serviço de Carlinhos Cachoeira. Dadá é aquele que “revelou” a Policarpo Júnior o suposto “dossiê” que se fazia contra a candidatura Serra que, de tão secreto, virou o livro “A privataria tucana”, de Amaury Ribeiro Júnior.


Sintonia Fina
-com Fernando Brito

Nenhum comentário: