15 de mar de 2012

A direita não presta...

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!



 
 
Não é de hoje que a direita não gosta de presidente que governe beneficiando os pobres, de presidente comprometido com inclusão social.Sempre foi  e sempre assim será.

No livro João Goulart, Uma Biografia, tão bem comentado pelo deputado Emiliano José (PT-BA) na postagem anterior, o autor, logo na apresentação do livro, diz:A biografia de João Goulart permite ao historiador encontrar meios para compreender aspectos importantes da história contemporânea do país, tornando-se uma “janela” para visualizar o passado. 
 
Muitos dos problemas econômicos, políticos, sociais e culturais da atualidade, bem como os dilemas, as contradições, as práticas e as tradições de esquerdas no presente, podem ser compreendidos por esse passado político. Muitas respostas aos problemas atuais vividos pela sociedade brasileira, não tenho dúvida, podem ser encontradas na época de João Goulart”.

Pois é, todos os tipos de qualificações, de acusações, de mentiras, de organizações golpistas que houve na época de João Goulart, repetiu-se com a ascensão do PT, o maior partido de esquerda na América Latina, ao Poder. Só mudaram os personagens da história.

Vejamos:

Saiu Carlos Lacerda e entrou José Serra.
 
 
Saiu a UDN,  o PSDB e o DEM ficaram em seu lugar.


Hoje, para a felicidade da sociedade não idiotizada, não há mais o Correio da Manhã, a Tribuna da Imprensa, o jornal Diário de Notícias, mas, em compensação, há  Veja, IstoÉ, Época.

Saiu o Globo do velho Roberto Marinho e entrou O Globo dos filhos de Marinho.

Saiu O Estado de São Paulo, de Júlio Mesquita, um dos líderes do golpe de 1964 e entrou os filhos de Júlio Mesquita.
Saiu a Folha de S Paulo de Octávio Frias Filho e entrou a Folha de Otavinho.

Hoje não há mais o IBAD, o IPES, mas, infelizmente, existe, o Instituto Millenium, a CNBB, a UDR, a FIESP, Os Cansados.

Ontem, os golpistas acusavam João Goulart de ser aliado da URSS, de Cuba. Hoje, mais precisamente no governo Lula, os golpistas acusaram Lula de ser aliado da Venezuela, da Bolívia, das Farcs, de Kadaffi, de Mahmoud Ahmadinejad. Assim como acusam, atualmente, o governo de Dilma Rousseff.

Expressões como pelego, aparelhamento do Estado, política de conciliação, República Sindicalista, terroristas de esquerdas, populismo, apadrinhamento político, fisiologismo são as mesmas usadas atualmente. Assim como Goulart foi acusado disso tudo, Lula também foi e Dilma continua sendo.

Goulart foi acusado de ser o presidente mais corrupto da história do Brasil, Lula também foi. E a bem da verdade, nem um nem outro foi corrupto, corrupto de verdade foi o governo FHC.

Portanto, a direita mesquinha, corrupta, bandida, burguesa, golpista sempre vai agir assim.É  só um presidente de esquerda trabalhar em favor dos despossuídos, como dizia João Goulart, que a direita vai fazer de tudo para derrubá-lo.



 Sintonia Fina
-Terror do Nordeste

Nenhum comentário: