14 de jan de 2012

Pobre, nordestino e negro avançam mais rápido

Está na Carta Capital, que acaba de chegar às bancas, na pag.33, entrevista com Marcelo Neri, um dos teóricos da ascensão da Classe C:


Carta – Qual segmento social ficou para trás ?


Neri – A renda em São Paulo, de 2000 a 2009,  cresceu 7,2% ( em termos reais per capita). A renda do Nordeste cresceu 42%. Em Sergipe, estado que mais cresceu, o aumento foi de 58%. No campo, a renda cresceu 49% e nas metrópoles, 21%, Entre as mulheres aumentou 38% e entre os homens, 16%. Para os negros 43%, ante 21% para os brancos … Ou seja, para todo mundo que é pobre cresceu a renda …


” Em 2010, a pobreza caiu 16%. Foi algo espetacular”, disse Neri

“O Censo acabou de confirmar: a renda dos 50% mais pobres cresceu 68%, entre 2000 e 2010.

(O cinzento Governo  Serra/FHC acabou em 2000.)

“Na década passada, houve redução da desigualdade e mais emprego formal, com carteira assinada”, diz Neri.

Aqui entre nós, amigo navegante, esse Lula …



Sintonia Fina
via Conversa Afiada








"O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter"
(Cláudio Abramo)

Nenhum comentário: