15 de dez de 2011

Coragem, Luis Álvaro, bote o Santos contra a Globo





Renato Rovai, via Revista Fórum

A TV Globo só transmitiu o jogo do Santos de hoje [14/12] contra o Kashiwa Reysol para a praça de São Paulo. Santistas de outros estados brasileiros que não tinham TV a cabo tiveram de ouvir o jogo no radinho. São os santistas mais santistas.

Aqueles que resistem a toda campanha da TV Globo para que o País só tenha dois times: Corinthians e Flamengo. Até jogo de caixeta desses times a Globo transmite. Mesmo quando eles estão na maior draga.

Como também faz o mesmo com a seleção do esquema Teixeira. Se esse time meia-boca do Mano Menezes for jogar contra um catadão da segunda divisão do Azerbaijão, a Globo transmite.

Evidente que a torcida do Corinthians e do Flamengo não tem nada a ver com isso. Como também gente como eu que torce pela seleção mesmo quando está uma draga também não.

Mas é hora de alguém dar um basta neste esquema nojento da Globo.

O Santos dá audiência e tem o maior craque brasileiro da atualidade. E está disputando o título mundial de clubes.
 
 

Merece respeito.

Se o Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, presidente do Santos F. C., que parece ser alguém acima da média da cartolagem nacional, impedir seus jogadores de falar com a Globo por conta dessa cafajestagem de hoje, quero ver o bico dos “estrategistas” da TV do Jardim Botânico.

Isso mesmo, bico.

Porque são todos tucanos que não entendem nada de Brasil. Por isso, a Record tem dado um banho na Globo no horário da manhã.

Os “estrategistas” da Globo insistem na cansada da Ana Maria Braga com suas receitinhas para “dona de casa”. E tomam pau todo dia. E devem ter tomado pau hoje.

Da Record e das emissoras de rádio que transmitiram o jogo para todo o Brasil.

O Brasil mudou e a Globo continua igual. Porque seus “estrategistas” são gringos.

Se o Luis Álvaro impedisse os jogadores do Santos de falar com a TV Globo, o Santos ganharia o respeito de uma enorme parcela da população que tem nojo do esquema Globo.

Entre eles este santista ingênuo.

Mas infelizmente ainda é mais fácil convencer um dirigente de futebol a segurar o Neymar no Brasil do que animá-lo a ter a coragem para enfrentar esse império decadente.

Eu iria para o pau.

Luis Álvaro, não perca a chance.
 
 
Sintonia Fina - Limpinho e Cheiroso
"O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter"
(Cláudio Abramo)


Nenhum comentário: