18 de nov de 2011

O silêncio do Greenpeace

.
RELEMBREM O OCORRIDO NO GOLFO DO MÉXICO E FAÇAM UM PARALELO COM O QUE ACONTECE AGORA AQUI NO BRASIL... A GRANDE INDÚSTRIA DAS ONGs PELO MUNDO E SUA SUBMISSÃO AOS GOVERNOS E MEGA INCORPORAÇÕES.


Greenpeace e outras ONGs não falam sobre o vazamento de petróleo nos EUA porque estão com a boca entupida de dinheiro da petroleira britânica

 
A estranha ausência de manifestações do Greenpeace sobre o catastrófico vazamento de petróleo da plataforma Deepwater Horizon, operada pela British Petroleum (BP) no Golfo do México (e que ainda não foi contido), em contraposição ao escândalo que os bravos “guerreiros do arco-íris” promoveram contra a Petrobras em decorrência do vazamento de petróleo (muitíssimo menor) ocorrido na Baía de Guanabara, em 2000.
 
Ocorre que o Greenpeace tem companhia – e das boas – em seu paradoxal e eloqüente silêncio sobre o “affair” ambiental que se desenrola no Golfo do México. 
 
Segundo matéria de capa publicada no renomado jornal estadunidense Washington Post, algumas das grandes ONGs ambientalistas que atuam no nos EUAs também silenciaram sobre o episódio por causa das suas ligaçõe$ com a BP, como estão fazendo aqui no Brasil nesse absurdo vazamento em Macaé.
 
Em português não tão castiço, porque têm o “rabo preso” com a petroleira britânica e hoje fica provado que com a Chevron e os PIGs também.

Sintonia Fina

Nenhum comentário: