16 de nov de 2011

Globo anaboliza Cansei. FHC ataca o Brasil pelas costas




Com planos de filmagem devidamente fechados, a Globo tenta dar vida ao movimento que engendrou: o Cansei contra a corrupção.


O Bom (?) Dia Brasil chegou a “colar” o Cansei fracassado desta terça-feira no ato da polícia de Nova York de desocupar o Zuccotti Park, em Nova York.


É como “colar” o Roberto Jefferson na Luiza Erundina.


O Cansei contra a corrupção foi um fracasso retumbante, segundo o jornal O Globo, na pág. 4:  


“Esvaziados, protestos anti-corrupção reúnem cinco mil em dez capitais.”


Ou seja, 500 em cada cidade.


Um retumbante fracasso, no plano aberto.


E isso merece uma cobertura extensa da Globo, como se fosse a Marcha do Martin Luther King, em Washington, ou a que acompanhou o corpo de Vargas ao aeroporto Santos Dumont.


(No caminho, botaram fogo na sede do Globo.)


Enquanto isso, num Centro Mundial do Pensamento da Extrema-Direita (o Cato Institute), em Washington, o Farol de Alexandria atacou o Brasil.


Com uma punhalada pelas costas.


No exterior, um estadista não fala mal de seu país.


Mas, isso, é para estadistas …


FHC foi lançar diatribes contra seu êmulo, o Nunca Dantes.


(Ele ainda vai ter um troço de tanta inveja do Nunca Dantes.)


E diz à platéia furiosamente conservadora que a Presidente precisa “desmontar” a herança de corrupção que Lula deixou.


Mas, duvida que ela consiga “avançar mais”.


E dá como exemplo seu Governo impoluto, imaculado.


É uma dissertação sobre a hipocrisia.


Recentemente, Fernando Brito, no Tijolaço, tirou a máscara do Governo impoluto, aquele que se irmanou a ACM , segundo a D Ruth.


Em tempo: sobre as contradições do Lupi, seria bom recordar as do Luiz Carlos Mendonça de Barros, antes de o Presidente Fernando Henrique demiti-lo do Ministério das Comunicações, no episódio “se isso der m… , estamos todos no mesmo barco” – o momento Péricles de Atenas do Governo Serra/FHC.


Em tempo: 
Marcha contra a Corrupção fracassa em Brasília


Não mais do que 30 pessoas compareceram ao Museu da República, na Esplanada dos Ministérios


Priscilla Borges, iG Brasília


Marcada para começar às 10h desta terça-feira, a Marcha contra a Corrupção em Brasília não conseguiu adeptos como nas outras edições. Aliás, bem longe disso. Não mais do que 30 manifestantes se encontraram no local combinado, o Museu da República, localizado na Esplanada dos Ministérios, a fim de protestar contra a corrupção nesse feriado chuvoso de 15 de novembro, em homenagem à Proclamação da República.


Com o baixo quórum, eles esticaram a bandeira – onde a frase foi trocada para Educação é Progresso – e caminharam até a Rodoviária do Plano Planalto (distante cerca de 500 metros do ponto de encontro). Alguns manifestantes levaram cartazes com os dizeres: “Fora Agnelo”, o governador do Distrito Federal. Perto das 11h, o evento já havia sido encerrado.


Essa Globo … , hein, Ministro Bernardo ?


Sintonia Fina - Conversa Afiada

Nenhum comentário: