21 de nov de 2011

FHC fala de ONGs mas esquece de duas ligadas a ele




O  ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou na manhã desta segunda-feira (21) o que chamou de “moda” de ONGs (organizações não governamentais) criadas para  segundo ele “obter dinheiro para a corrupção”.


“O terceiro setor deveria ser independente do mercado e do Estado. É uma visão oposta do que está tão em moda. Hoje Virou ONGs para obter dinheiro para a corrupção”, disse o ex-presidente, durante sua palestra no Congresso Brasileiro de Fundações e Entidades de Interesse Social, em São Paulo.


Fernando Henrique Cardoso, não pode e nem deve afirmar que  virou moda “hoje”  ONG virou moda para obter dinheiro para a corrupção.


A memória de FHC falha quando ele não lembra que,  em 2007, a  ONG Alfabetização Solidária, fundada por D. Ruth Cardoso, foi acusada pela  Controladoria Geral da União  que a ONG recebeu R$ 211 milhões do MEC no segundo governo FHC e outros R$ 58 milhões entre 2003 e 2006. Foram repassados R$ 8 milhões do governo e a ONG captou mais R$ 12 milhões de empresas. Dava para alfabetizar 1,14 milhão de adultos. Estudos preliminares do MEC indicam que menos de 10% desse total foi alcançado. O governo Lula cortou os repasses, e mandou investigar tudo.(conforme a nota 



Ao falar de ONG, FHC esquece que, o  MP  também já investigou favorecimento do governo a ONG ligada a tucanos, em 2007

MP apura favorecimento a ONG ligada a tucanos


Idelt foi criado pelo vice-governador, Alberto Goldman, é presidido por Vera, mulher do ex-secretário de Transportes Frederico Bussinger, e recebeu R$ 5 milhões em 7 anos.


Sintonia Fina - Jornal da Tarde

Nenhum comentário: