17 de nov de 2011

Caldeirão das Opções Sexuais


Heterossexual, lésbica, gay, gay sissies, gay crossdresser, bissexual, homossexual, transgênicos, andrógenos, ecléticos, polivalentes, indefinidos, simpatizantes e o escambal.
Em que categoria você se enquadra?
Qual é a sua?
 


 
São tantas as opções, que já perdemos a conta e não culpo se você ficar confuso e ansioso por não querer errar, ficando então, antes de responder, pensando, pensando, pensando...
Fala serio!
No entanto, a imensa maioria ainda é heterossexual.





 
Mas a heterossexualidade, creiam, está com os dias contados, pois numa avaliação sociológica mais aprofundada e comparando as atuais variáveis existentes e fazendo algumas projeções estratégicas, poderíamos afirmar que o ser humano deverá ser hiper-ultra-mega flex, em termos de opção sexual, em futuro próximo.
 
 
É uma projeção e estou apenas juntando peças de um grande quebra cabeça deste caldeirão sexual hodierno e jogando com as práticas da sociedade contemporânea sem, no entanto, estar aqui aplicando nenhuma metodologia de pesquisa cientifica, sendo absolutamente intuitiva esta minha afirmação.
 
Isto porque, ainda existem no Brasil, por exemplo imensas e díspares distorções dos comportamentos sexuais se analisados pelas nossas diversas realidades regionais , mas que estou convencido que daqui a algumas décadas irão incorporar-se aos padrões sexuais, hoje já aceitos no Sul e Sudeste maravilha.
 
Na realidade, o Sul e Sudeste maravilha do Brasil constitui-se numa grande suruba de tendências sexuais, porém no resto da nação algumas regiões ainda não embarcaram nesta e a regiões Norte e Nordeste são profundamente conservadora e algumas coisas, pelo menos na teoria, são proibidas.
 


Prova de que este caldeirão das opções sexuais ainda não chegou aos locais mais conservadores da nação brasileira, pode ser constada pelos dados contidos na “Pesquisa Social Brasileira”, que se encontram no livro, “A cabeça do Brasileiro” do sociólogo Alberto de Carlos Almeida, o qual recomendo e vou logo avisando que, jamais vi esse cidadão na minha vida e portanto, não estou levando propina.
 
 
Neste livro o autor constata - sempre que a pesquisa inclui todos os estados brasileiros e, não somente, o Sudeste Maravilha - algumas das mais marcantes peculiaridades do nosso povo, quais sejam:
 
Nós aprovamos o “jeitinho brasileiro” em qualquer situação, não temos espírito público e talvez por esta razão o escritor mineiro Otto Lara Rezende dizia que o ”brasileiro só é solidário no câncer”.
 
Constata ainda que somos contrários ao liberalismo social, a favor da censura, fatalistas extremados, defendemos a Lei de Talião do olho por olho dente por dente, e somos a favor da intervenção do Estado na economia e em geral não confiamos nos amigos.
 


E quanto à sexualidade, na prática a teoria é absolutamente outra e surpreendente, com relação aos itens:
- Beijo de língua: Não pesquisado.
 

 
- Homossexualismo masculino: 89% contra.
- Homossexualismo feminino: 88% contra.

- Sexo anal: 74% contra.


- Sexo oral, masculino ou feminino: 60% desaprovam.


- Masturbação masculina : 40% desaprovam.


- Masturbação feminina : 44% desaprovam.


Este livro encontra-se disponível para pesquisa acionando-se o mecanismo de busca do Google.


Sintonia Fina via Humor em Textos

Nenhum comentário: