5 de ago de 2013

REDE TV: SALTO MORTAL DO FHC CHEGA AO FIM


SINDICATO PEDE CASSAÇÃO DA REDE TV!

O Sindicato dos Radialistas de São Paulo protocolou na quinta-feira, 25, em Brasília, documento endereçado à ministra Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, e ao ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, com um relato da situação da Rede TV! e os “danos e lesões” causados aos seus profissionais.




É um texto em três páginas, assinado por Sérgio Ipóldo Guimarães, Diretor Coordenador da entidade, com acusações das mais graves, que vão desde a recusa em se fazer homologações até falta de recolhimento do FGTS, passando por inúmeras outras transgressões.


Termina solicitando providências, “no sentido de cassar a concessão outorgada concedendo-a a outra empresa/grupo idôneo ou que no mínimo nomeie um interventor para administrá-la”.


O Sindicato alega que se apressou em fazer tais denúncias, após ser alertado de que Amilcare Dallevo, dono da Rede TV!, esteve em Brasília solicitando, através de empresas do Governo Federal, nova ajuda financeira para a emissora.


As informações foram passadas à coluna por Edson Amaral, diretor de formação do Sindicato.


Outro lado


A respeito deste documento do Sindicato dos Radialistas protocolado em Brasília, a Rede TV!, consultada, informa o seguinte: “A Rede TV! está absolutamente em dia com suas obrigações trabalhistas. O que ocorre é que a emissora já venceu uma batalha de dez anos em que foi julgada, em última instância, não sucessora das dívidas da TV Manchete.”



Leia agora, amigo navegante, a carta do jornalista Berto Filho, publicada por Flávio Ricco.


BERTO FILHO TRABALHOU NA REDE TV! – E NA ANTIGA MANCHETE – E TRAVA

EMBATE JURÍDICO COM A EMISSORA:

“Venho compartilhar com você este raro momento de felicidade.


12 anos depois, estou a ponto de vencer uma longa e estressante guerra judicial contra a Rede TV! que começou em 2001. Foi longe demais por causa dos infindáveis recursos protelatórios interpostos pelos advogados amestrados da TV Omega.


Ainda não estou comemorando mas estou quase com a mão na taça.


O Juiz do Trabalho da 17ª Vara do Rio de Janeiro, Dr. Leonardo Saggese Fonseca, acolheu pedido do meu advogado, dr. Marcello Peral Hamed Humar, e determinou que a BOMBRIL S/A, patrocinadora do programa “Mega-Senha”, que distribui R$1.000.000,00 (um milhão de reais) aos seus participantes, retenha em meu favor o montante referente aos meus créditos trabalhistas.


É um decisão definitiva, inédita e inovadora, na medida em que, pela primeira vez, pelo menos nos processos movidos contra a Manchete-Rede TV, o crédito trabalhista é realizado através do bloqueio de verba publicitária de um anunciante (poderoso) antes que essa verba seja paga pelo anunciante à emissora por conta do patrocínio de um programa. Está aberto, portanto, um precedente de jurisprudência que poderá beneficiar outros colegas que moveram ações trabalhistas contra essa empresa.


O processo foi motivado pelo não pagamento de salários pela TV Omega no tempo em que trabalhei na Manchete e, posteriormente, na sua sucessora (TV Omega), de meados de 1998 ao final de 1999.


O incrível é que não cheguei a ser demitido (não tive baixa na carteira de trabalho) pela TV Omega, sucessora e herdeira da concessão da extinta Manchete. Em uma sucessão de manobras espertas e traiçoeiras, a TV Omega ignorou solenemente que eu era funcionário contratado com carteira assinada pela TV Manchete.


Demorou mas a Justiça está sendo feita.


Fui vítima de uma trama surreal, que pode ser contada assim : trabalhei nessa casa (Manchete e TV Omega) durante mais de 15 meses, não vi cor do salário e ainda fui acusado, por advogados da TV Omega, de não ter trabalhado lá. Para eles e para seus patrões e contratantes, eu era apenas um funcionário fantasma…. Provei que trabalhei e por isso me habilitei ao crédito.


Abraço do Berto Filho”.

A SINTONIA FINA - @riltonsp
Conversa Afiada

Nenhum comentário: