8 de ago de 2013

O mensalão do PT e o cartelão do PSDB


Hélio Fernandes 

Esse escândalo que atinge de forma assombrosa o PSDB de São Paulo, há quase 20 anos dominando o governo do Estado, terá, o-b-r-i-g-a-t-o-r-i-a-m-e-n-t-e, influência na retomada do julgamento do mensalão. O MENSALÃO do PT movimentou misérias. E quem recebeu mais (e no exterior) foi o publicitário Duda Mendonça, mais de 10 milhões. Mas esse miliardário, que prestou serviço aqui e recebeu lá fora, foi ABSOLVIDO.






Já no CARTELÃO, os números trafegam na casa dos bilhões e bilhões. E Geraldo Alckmin, que ocupava o governo (Covas morrendo, se licenciaria, morreria logo depois), diz: “Não me lembro de nada, não autorizei nenhum cartel”. Ora, se ele era o vice no cargo, e como a grande privilegiada, a Siemens, diz que foi AUTORIZADA a promover a CARTELIZAÇÃO, quem autorizou?

E o próprio filho de Mario Covas, que não defende o pai? O único desses “grandes” do PSDB paulista que não tinha nada a ver com, a CARTELIZAÇÃO? O filho de Covas foi muito acusado de corrupção com o pai ainda vivo. Não pode sair em defesa do pai, seu passado pode condená-lo.

Essa CARTELIZAÇÃO vai se confrontar com o MENSALÃO, dependendo da velocidade. O MENSALÃO já em julgamento. A CARTELIZAÇÃO, sendo investigada. Dois grandes assuntos para serem discutidos pelo povo nas ruas.

Nenhum comentário: