15 de abr de 2013

JORNAL BRITÂNICO IRONIZA ALTA DO TOMATE NO BRASIL


Segundo o "Financial Times", apesar de a presidente Dilma Rousseff estar entre os chefes de estado mais populares do mundo, suas chances de reeleição no próximo ano estão sendo desafiadas por um oponente formidável: "o humilde tomate"


O jornal britânico "Financial Times" seguido a onda da mídia brasileira e publicou, neste domingo, uma reportagem que ironiza o impacto que a alta do preço do tomate no Brasil tem causado na economia brasileira.
A publicação ainda insinua que, apesar de a presidente Dilma Rousseff estar entre os chefes de estado mais populares do mundo, suas chances de reeleição no próximo ano estão sendo “desafiadas por um oponente formidável - o humilde tomate”.
A reportagem diz que o produto é tão sensível no Brasil, como a cebola na Índia, em razão de status de alimento básico que ocupa. A publicação ainda menciona que, apesar de a taxa de inflação do Brasil permanecer bem abaixo do que a de outros países emergentes com o a vizinha Argentina, onde está em 24%, no mês passado o índice chegou a 6,59%, rompendo com a meta do Banco Central (4,5%).
O Financial Times citou ainda as piadas sobre o preço do tomate que ganharam o país, com consumidores dizendo que teriam de começar a pagar por eles em prestações - “um método comum de comprar no Brasil, mas geralmente reservado para iPhones, em vez de alimentos”.
- com 247

2 comentários:

BRASIL ESPÉRANÇA Tadeu disse...

bom se tem algum economista nesse financial Times, ele deve pegar seu diploma e enfiar n.c......depois se jogar no lixao da inglaterra junto com o diploma que ja sabemos onde estar enfiado. Nao vai ser um tomate seu ignorante que manipularam e esconderam da populaçao paulista porque no meu estado o tomate nao sofreu alteraçoes assim. para forçar o aumento ja que a seajesp estar sob os cuidados do criminoso ALCKMIN, e naturalmente deu as ordens para esconder e aumentar o preço. que vai fazer a inflaçao que esta sob controle no Brasil subir e desequilibrar o governo. Vai estudar ignorante, Embora eu saiba que sua publicaçao é mais uma tentativa junto com a midia facista brasielira de querer desestabilizar o governo. va sonhando cachorros. vai jogar flores no buraco da sua Margareth

Apelido disponível: Sala Fério disse...

Financial Times e The Economist são dois renomados membros do PIG internacional (International PIG). Há quem diga que quem faz essa intermediação é o Malan, que conhece gente nesses veículos. Os caras provavelmente copiam e colam o que ele manda para eles por e-mail ou outro meio.