10 de fev de 2013

Globo destruiu a cultura brasileira: A Globo matou o Jamelão




Liga o Lúcio Rangel, tio do Sergio:

–    Você viu que a Mangueira sai esse ano com um samba-enredo sobre Cuiabá …
–    Era pra ser sobre o Jamelão, Lucio.
–    Mataram o Jamelão, de novo, coitado !
–    Você viu, Lúcio, que vai ter samba-enredo sobre a Alemanha, Coréia do Sul, Kazaquistão, Antaquistão, Basf, CIA, Apple, Rock in Rio, royalties do petróleo …
–    Qualquer dia desses vai ter samba-enredo para exaltar o “domínio do fato”…
–    Sabe quem vai sair no carro abre alas, Lucio ?
–    Quem ?
–    A Urubologa.
–    Ela merece !
–    Lúcio, você sabe o que a mataram também ?
–    O que, meu filho ?
–    Mataram o cinema nacional …
–    É verdade …
–    Mataram o teatro nacional …
–    É verdade …
–    Imagine, Lucio, a Fernanda Montenegro fazendo ponta em novela …
–    É verdade …
–    Mataram o futebol nacional…
–    Mas, tem o Neymar, meu filho …
–    É um presepeiro, um Narciso do Guarujá …
–    É verdade …
–    Mas, por que você acha que a Mangueira trocou o Jamelão pela Alemanha ? Não há de ser porque a feijoada da Mangueira agora vai ser de salsichão com repolho …
–    Porque o desfile na Avenida …
–    Você quer dizer … Sambódromo …, Lúcio.
–    É verdade. Sambódromo. É porque o desfile no Sambódromo virou um show da Broadway. Luzes e cores, não tem nada a ver com samba.
–    Luzes, cores e  mulher nua …
–    Isso sempre teve. Um pouco mais vestidas, mas sempre teve ..
–    De fato, o Jamelão não tem nada a ver com isso.
–    Como o Pelé, o Oduvaldo Vianna Filho, Nelson Pereira dos Santos … Esses não tem nada a ver com os assassinatos em série.
–    De quem você suspeita, Lucio ? Quem seria o serial killer ?
–    A Globo.
–    Que é isso, Lucio … Parece que você tem ideia fixa.
–    Pergunta ao Gilberto Gil pra ver o que ele acha.
–    Vou perguntar ao Caetano …
–    Esse é intelectual orgânico da Globo, meu filho.
–    O que é isso … “intelectual orgânico” da Globo …, Lúcio ?
–    Pergunta ao Ayres Britto.
Pano rápido.

Sintonia Fina
Paulo Henrique Amorim

Nenhum comentário: