5 de fev de 2013

EFEITO RENAN(SF) FAZ GURGEL ADIAR ENVIO DE DENÚNCIA CONTRA LULA

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, havia dito que encaminharia até esta segunda-feira, à primeira instância da Justiça de São Paulo, a denúncia feita pelo empresário Marcos Valério contra o ex-presidente Lula. Ele não explicou por que deixou de fazê-lo; há a possibilidade de que o caso seja encaminhado ao STF, porque o senador Humberto Costa (PT-PE), também citado por Marcos Valério, possui foro privilegiado

****

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, não enviou nesta segunda-feira, como havia prometido, a procuradores que atuam na 1ª instância da Justiça, o depoimento em que o empresário Marcos Valério acusou o ex-presidente Lula de ter se beneficiado do esquema do mensalão.
Na última sexta, Gurgel disse que daria encaminhamento à denúncia até hoje. Segundo a assessoria do procurador-geral, não houve motivo específico para o não envio do depoimento, nem há data específica para o envio dos papéis.
No depoimento, Valério disse que dinheiro do mensalão foi usado para pagar despesas pessoais de Lula, que também teria dado aval para a tomada de empréstimos bancários pelo esquema.
Os procuradores da República que receberem a denúncia farão uma avaliação preliminar sobre a necessidade de novas investigações e, se entenderem que o caso deve ser apurado, decidirão abrir uma investigação sobre a atuação do ex-presidente no caso do mensalão.
No entanto, há também a possibilidade que o caso seja encaminhado ao STF, uma vez que o senador Humberto Costa (PT-PE), também citado por Marcos Valério, possui foro privilegiado.

Sintonia Fina
- com 247

Nenhum comentário: