1 de fev de 2013

DE VALENTÃO A PIANINHO - O DESTINO DE TODOS OS TROLLS



Os mascus sanctos voltaram a dar as caras esta semana, quando abriram uma comunidade no orkut para rir da tragédia de Santa Maria. Não vou por o link, e peço a vocês, encarecidamente, que vocês não divulguem uma página quando querem denunciá-la. Sei que as intenções são as melhores possíveis, mas acabamos viralizando um blog/site/comunidade etc que quer exatamente isso -– chamar a atenção antes de ser deletado. Basta denunciar individualmente, sem espalhar o link pra todos os seus contatos. Denuncie pra Safernet e pra Polícia Federal, e aguarde.

Bom, pros mascus sanctos chamarem a atenção até num espaço moribundo como o orkut, quer dizer que o negócio foi brabo. Entre outras “gracinhas”, eles colocaram imagens de dois de seus ídolos, ambos masculinistas, o atirador norueguês e Wellington, responsável pelo massacre de Realengo, no Rio, em 2011, barrando a saída das vítimas da boate Kiss. Entre muitas outras barbaridades. No Twitter, perfis sanctos também atacaram. Vamos ver por quanto tempo eles fazem isso, agora que a Polícia Federal anunciou que irá atrásdesses comentários ofensivos.

Se tem alguém que sabe do que a PF é capaz, esse alguém são os mascus sanctos. No final de março fará um ano que dois dos maiores líderes sanctos, Engenheiro Emerson e Marcelo, foram presos. E eles continuam na cadeia. Três habeas corpus para responder a seus crimes em liberdade já foram negados. Se você não lembra, no final de 2011 os mascus sanctos, através do blog Silvio Koerich (o blog mais popular que os mascus já tiveram, e eu já disse que aúnica diferença entre as várias facções mascus é na intensidade do ódio), aterrorizaram a internet através de ameaças de mortea várias pessoas (eu inclusa), imagens e textos tenebrosos do tipo “Faça você mesmo: Estupre e mate uma mulher”, e a promessa de que iriam cometer um atentado no prédio de Ciências Sociais da Universidade de Brasília.

Durante muito tempo eu pensei que os mascus sanctos eram apenas valentões da internet, covardes demais para cometer qualquer crime longe da tela de um monitor. Eu estava enganada. Quando a PF prendeu Emerson e Marcelo, em Curitiba, encontrou com eles mapas da UnB e outros indícios de que iriam concretizar a ameaça. Mesmo com os dois presos, os rumores de que haveria um atentado na UnB estavam tão fortes que a universidade não abriu as portas numa sexta-feira 13, em abril. Sabemos que não há tantos mascus sanctos, mas vários continuam à solta. Poucos meses atrás houve um rumor grande que mais um tinha sido preso. Um outro, um menor de idade, foi preso e solto. Ele alcançará a maioridade este ano, e vamos ver se ele seguirá com o mesmo discurso e arriscará ir pra cadeia.

O legal é como, antes de serem presos, todos eles são corajosos e audazes. Mas na prisão, ou diante de um juiz, tudo muda de figura. No YouTube tem um vídeo com o termo de transcrição dos depoimento de Marcelo, Emerson e testemunhas. A descrição do vídeo diz que os dois “são integrantes da quadrilha neo-nazista intitulada Homens Sanctos” e cita os codinomes de demais integrantes, entre eles Mó Humirde e Cobra, velhos conhecidos de fóruns mascus “Guerreiros da Real” (facção que alega não ser misógina nem ter conexão com os sanctos). 

Vale lembrar que Marcelo já havia sido condenado em 2009, por crime de racismo. Mas ele foi considerado semi-imputável por ser portador de “transtorno de personalidade”. Há também um boletim de ocorrência contra ele da própria mãe, em quem ele batia. Emerson também respondeu a processo por violência doméstica. Ou seja, tudo gente da melhor estirpe.

De quando eles estavam soltos, do blog SK

Entre as testemunhas de defesa, num gesto de pura trollagem, foi chamado o proprietário da agência Afropress, site que os sanctos tentaram derrubar. Durante meses, Dogival Vieira Santos, que é negro, foi ameaçado pelos sanctos! E aí ele é arrolado como testemunha de defesa...
As outras testemunhas de defesa todas falam a mesma coisa: que não conheciam o lado racista de Emerson ou Marcelo. Como apenas racismo é crime (misoginia e homofobia ainda não são), é só disso que eles estão sendo acusados, além de incitação ao crime e publicação de material com pedofilia. Um amigo de Emerson diz: “ele sempre foi um rapaz muito culto, educado principalmente [...], sempre foi uma criança e adolescente tranquilo, nunca apresentou nenhum tipo de desvio assim grave a esse ponto que tô vendo agora”.

O vídeo começa a esquentar a partir do segundo minuto, com a transcrição do depoimento de Emerson.  Primeiro, sobre o vídeo da Índia (em que ele diz que "o estado inerente do preto é a sujeira, o estado inerente da mulher é a prostituição"), Emerson alega que recebia provocações da ex-namorada, que havia chegado “a enviar um vídeo mantendo relações com negros e menosprezando a minha capacidade sexual. […] Sei que nada se justifica, uma coisa da qual me envergonho e me arrependo profundamente porque ofendeu não somente aos meus amigos, mas também não expressa aquilo que eu penso”. 
Quanto ao blog SK, Emerson diz que fazia apenas comentários e que é contra a pedofilia. “Esse site na verdade eu passei a conhecer através do Marcelo, enfim por fora, pra comentar, enfim, certas provocações porque, não somente através do site, mas a própria internet, o meu nome estava saindo em todos os, ah...” (clique pra ampliar).


Emerson diz que contratou Marcelo pra dar uma chance a ele, que havia sofrido bullying na infância e sido injustiçado por uma condenação por racismo. E fala que não sabe quem era o administrador do site. Neste trecho ele confirma que os rumoresque ouvimos (que Marcelo foi estuprado na cadeia) podem ser verdadeiros. 


E aqui o ato falho:

No depoimento de Marcelo, ele nega as acusações, e afirma que está preso por “Emerson já estar sendo investigado e eu estar junto dele”. Ele diz que foi “contratado por pessoas na internet pra hospedar o site”. Quando perguntado porque, a princípio, o site estava hospedado nos EUA, Marcelo responde que era por ser mais barato. E que recebia o dinheiro do Ministro Claudio. Ele nega ter sido administrador do site, só administrador do servidor. “Sou o empresário”. A maior cara de pau de todas as transcrições está aqui:


Ele afirma que não sabia o conteúdo do site que hospedava!
Em seguida faz uma defesa à la Veja: ele não é racista porque não existem raças.


O advogado de defesa pergunta se ele tem algo contra os alunos da UnB. Marcelo responde que não, e que se considera injustiçado.

Aqui, o sujeito que, muito antes da prisão, já era uma celebridade entre o pessoal dos Chans (fóruns anônimos), porque nunca saía de lá, diz que não tinha tempo pra brincadeira, pois trabalhava demais.


Agora eles são todos inocentes cordeirinhos que não tinham nada a ver com o site de ódio. Na época do site, todo dia tinha post dizendo “Vocês nunca vão nos pegar”, “Não temos medo”, “Temos um blog que está humilhando o Brasil”, “Não tenho nada a perder”. Pelo jeito, todo mundo tem algo a perder. Até os maiores perdedores do Brasil, os mascus.


Sintonia Fina
- com Escreva Lola Escreva

Nenhum comentário: