22 de jan de 2013

PSDB, PMDB E PP 'VENCEM' TORNEIO DE FICHAS SUJAS

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!


Competição é inglória; tucanos, com 56 candidatos barrados pela Justiça Eleitoral em 2012, peemedebistas (49) e pepistas (30) ocupam as três primeiras posições em campeonato de piores quadros, de acordo com os critérios da lei da ficha limpa; PT, com 18 fichas sujas, ficou na oitava posição entre as 24 agremiações; PTC, PSOL, PSDC e PHS, com apenas um barrado cada, têm motivos para se orgulhar

Numa competição que, em tese, nenhum partido político deveria gostar de vencer, os tucanos do PSDB se destacaram. Levantamento divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral apontou que o partido que procurar empunhar com força a bandeira da moralidade foi a agremiação com maior número de candidatos a prefeito e vereador barrados pelos critérios da Lei da Ficha Limpa. Ela impede a disputa para cargos eletivos de cidadãos com condenações na Justiça.
Nas eleições para vereador e prefeito de 2012, o PSDB teve nada menos que 56 políticos barrados pela Justiça Eleitoral. Em segundo lugar aparece o PMDB, com 49, e, em terceiro, o PP, com 30. PR, PSB, PTB e PSD vem a seguir com, respectivamente, 25, 23, 22 e 20 fichas sujas flagrados na disputa das eleições.
Carimbado, pelos adversários, como um partido associado à corrupção, em razão das condenação impostas pelo Supremo Tribunal Federal a seus ex-presidentes José Dirceu e José Genoíno, o PT ficou no oitavo posto, com 18 candidatos impedidos. Abaixo dele surge o Dem, outra agremiação que propagandeia fortemente a ética na política, com 16 barrados.
O ranking do TSE trouxe motivos de orgulho, tecnicamente, para os partidos que tiveram menos nomes impedidos. São eles PTC, PSOL, PSDC e PHS, com apenas um candidato ficha suja cada um.
O levantamento tem o mérito de pressionar os partidos, nas próximas eleições, a escolherem candidatos que não os façam brilhar, ao contrário, numa futura lista. Ao menos, em tese. 


Sintonia Fina
- com 247

Nenhum comentário: