5 de jan de 2013

O GLOBO "ADMITE" QUE GOVERNO DILMA ACERTA E CUMPRE O QUE PROMETE

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!



A matéria é do ano passado, mais precisamente do dia 30 de dezembro, e pelo que parece tinha por objetivo fazer uma crítica ao desempenho do governo Dilma nos seus dois primeiros anos, ou exatamente a metade do mandato.



O TÍTULO: METADE DAS PROMESSAS DE DILMA AINDA NÃO SAIU DO PAPEL

Sub-Título: Gargalos na infraestrutura desafiam governo federal, que reduziu desemprego

E aí vem o INACREDITÁVEL texto, ridículo para a capa de um jornal que tem 88 anos de fundação e se diz o maior do país.

"Ao chegar a metade de seu mandato, a presidente Dilma Rousseff está longe de cumprir pelo menos 23 das 46 promessas de campanha..."

Minha nossa ! O que queria o Jornal da família Marinho ? Que em dois anos Dilma já tivesse feito tudo o que se propôs durante a campanha ? Que jornalismo é este que ignora o fato de que, nunca, em qualquer lugar do mundo, qualquer que seja o governo, já se viu um governo cumprir, ou tirar plenamente do papel, aquilo que é prometido durante campanhas eleitorais ?

Na aparente ânsia de criticar o governo Dilma Rousseff, o jornal O Globo acaba por atestar o seu desempenho, visto que foi obrigado a reconhecer que em áreas PRIORITÁRIAS como combate ao desemprego e miséria, o governo foi bem sucedido. Forçoso ainda reconhecer que num dos mais graves problemas do país - HABITAÇÃO - o SUCESSO do governo, que  dando continuidade e ampliando o programa MINHA CASA MINHA VIDA, iniciado no governo Lula, já construiu ou contratou 1,13 MILHÃO de MORADIAS e dobrou a meta até 2014. 

O jornal ainda classifica como "BOM" (BOM ??!!) o resultado das ações de controle nas fronteiras, com a atuação conjunta das Forças Armadas e Polícia Federal, que aumentou por quatro a quantidade de drogas apreendidas e por seis o número de armas retiradas das mãos de traficantes e criminosos. 

A matéria, de fato, só apresenta um item (A CONSTRUÇÃO DE CRECHES) em que os números do governo apresentados na campanha, estão longe de serem alcançados. De resto, tudo, até mesmo a parte de resolução dos gargalos de infraestrutura, está em ritmo normal, embora com problemas pontuais mais difíceis de serem resolvidos.

Convém não esquecer que estamos numa democracia, e aqui, certas reformas, como a política e tributária, não podem ser impostas aos congressistas e aos governadores. Por questão de justiça, vale ainda ressaltar, que o Brasil possui certas LEIS AMBIENTAIS e DE LICITAÇÃO que não podem ser atropeladas, não dependendo da mera vontade do governo o ato de derrubar ou construir.


Sintonia Fina

Nenhum comentário: