28 de jan de 2013

Além da tragédia de Santa Maria




Crônicas do Motta

Não há como reparar a dor e o sofrimento dos familiares e amigos da vítimas da tragédia de Santa Maria. Os jornalões, na sua ânsia de descobrir culpados, dizem que ela se deu devido a uma "sucessão de erros". Seja verdade ou não, apenas as autoridades competentes poderão indicar com mais precisão como o incêndio começou e como tantas pessoas perderam a vida
.
A tragédia de Santa Maria, por si só um acontecimento que leva o cidadão a refletir sobre tantas coisas ao mesmo tempo, foi capaz de evidenciar o melhor e o pior do ser humano.


Atos de coragem, de desprendimento e de solidariedade de todo o país, se somaram a manifestações as mais baixas possíveis de ódio contra o ex-presidente Lula, contra a presidente Dilma, e outros integrantes do PT, nas redes sociais.


Além dessas, que partiram de pessoas com evidente desequilíbrio mental, pobres doentes que merecem toda a nossa compaixão, houve outras, como a do vereador paulistano Andrea Matarazzo, escudeiro fiel do ex-governador José Serra, de um oportunismo absolutamente aviltante.


Esse fenômeno é uma outra tragédia além da de Santa Maria.


Mostra que existe no país umas tantas pessoas que confundem a luta política, que pressupõe um mínimo de racionalidade, com a exteriorização dos mais primitivos sentimentos, como se por meio deles fosse possível, nos dias de hoje, sair vitorioso da contenda.
Creio que essas pessoas são absoluta minoria no extenso corpo social brasileiro.


Acredito ainda que, apesar disso, a mensagem de puro preconceito e ódio que passam não deve ser desconsiderada, pois escancara um problema muito sério da nossa jovem democracia - a distorção de valores, que advém de décadas de descaso com a educação das nossas crianças e jovens, seja no âmbito familiar, seja no campo formal.


Isso para não falar de outros fatores que contribuem muito para envenenar a mente dessas pessoas, como, por exemplo, a lavagem cerebral a que a população é submetida pelos órgãos de comunicação, que se transformaram em porta-vozes da oligarquia que manda no país desde sempre e em propagadores de uma ideologia política/econômica que só trouxe o mal para a humanidade.


Num ambiente como esse seria extremamente improvável que a sociopatia não se desenvolvesse com a força que se vê na internet.



Sintonia Fina

Um comentário:

Jaque disse...

REALMENTE FOMOS "DESEDUCADOS" COM RELAÇÃO A PREVENÇÃO. NOSSAS ESCOLAS Ñ ENSINAM NEM PRIMEIROS SOCORROS. NA ESCOLA DO MEU FILHO, Q É MUNICIPAL, ANO PASSADO, 2012, É Q AS CRIANÇAS TIVERAM TREINAMENTO EM CASO DE INCÊNDIO. AINDA ASSIM, FORMA SELECIONADAS APENAS UMAS POUCAS, PARA O TREINAMENTO NA PRÁTICA. O Q DEVERIA TER SIDO PARA TODOS. SE HOUVE ALGUM CULPADO, EU DIRIA Q FORAM A IGNORÂNCIA E O EGOÍSMO.