29 de jan de 2013

A última piada de José Serra



Por José Dirceu

Em reunião com os tucanos paulistas, na abertura do congresso do PSDB-SP neste início de semana (ontem), o ex-governador José Serra fez crítica ao aparelhamento da máquina pública. Deve ser com relação ao governo Geraldo Alckmin, que acabou de cooptar vários partidos para sua base de apoio oferecendo secretarias e cargos na máquina pública estadual.

Mas, o que ficou mesmo da fala dele e do senador Aloysio Nunes Ferreira Filho (PSDB-SP) é o lançamento de Alckmin para candidato a presidente da República no ano que vem e a defesa de prévias. Aloysio defendeu “trazer todas as forças políticas para reeleger o governador Geraldo Alckmin, se ele não for candidato a presidente”.

“Ele é um nome forte, é o governador de São Paulo, é um ser de tradição política, já foi candidato à Presidência”, disse o senador tucano paulista ao defender a ida de Alckmin para a disputa do Planalto. “Não se pode excluir a hipótese de o Geraldo vir a ser candidato à Presidência”, completou.

Serra candidato a governador. Acreditem se quiser...

O jogo dos tucanos paulistas é: se Alckmin disputar de novo (já concorreu e perdeu em 2006) a presidência da República, a vaga de candidato a governador fica para José Serra. Por isso, também, já há algum tempo a defesa da realização de prévias para escolha de candidatos tucanos entrou na pauta do PSDB paulista, agora com apoio dos serristas. Em 2010 Aécio Neves propôs esse caminho para escolha do candidato ao Planalto, Serra enrolou e inviabilizou a proposta.

Agora o PSDB, com o aval inclusive do governador Alckmin, tem defendido esse caminho. O que querem? Que Aécio dispute prévias. “(Candidato) se escolhe. Existem mecanismos democráticos para isso. Qual é o problema se você tiver mais de um candidato?”, perguntou ontem o senador Aloysio.

O senador Aécio Neves que se cuide, então. E São Paulo, também, uma vez que alguns tucanos já insinuam que José Serra pode disputar o governo do Estado... Acreditem se quiser...


Sintonia Fina

Nenhum comentário: