12 de set de 2012

Quem vai pegar o Russomanno?

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG- Partido da Imprensa Golpista) não mostra!




Por Ricardo Kotscho

Fernando Haddad ou José Serra: Quem vai para o segundo turno contra Celso Russomanno?

Qual dos dois vai ser o primeiro a atirar contra o candidato do PRB, que lidera todas as pesquisas com larga vantagem sobre os concorrentes do PSDB e do PT?

Se fizesse estas perguntas no início da campanha eleitoral em São Paulo, iriam dizer que eu estava delirando.

Pois após a divulgação da nova pesquisa Datafolha nesta quarta-feira, sem grandes novidades, as emoções se resumem à disputa da segunda vaga no segundo turno.

Mesmo tendo oscilado negativamente três pontos (de 35 para 32%), pela primeira vez desde dezembro do ano passado, Russomanno continua 12 pontos à frente de Serra (caiu de 21 para 20%) e 15 de Haddad (subiu de 16 para 17%).

Serra estancou a sangria de votos, mas continua caindo sem parar desde julho (de 30 para 20%), enquanto Haddad faz o caminho inverso, subindo 10 pontos no período (de 7 para 17%), embora menos do que planejava o PT, com a entrada de Lula, Dilma e Marta na campanha.

Os dois estão em empate técnico, mas, a seguir a tendência das curvas, é bem provável que o candidato do PT já apareça à frente de Serra nas próximas pesquisas.

Na pesquisa sobre taxa de rejeição, o eterno candidato tucano bateu novo recorde, chegando a estratosféricos 46%, ou seja, 26% a mais do que seu índice de intenções de voto. Com uma rejeição dessas, confesso, eu nem sairia mais de casa.

Mas Serra não desiste e resolveu agora atirar para todos os lados, batendo tanto em Russomanno como em Haddad. Botou o mensalão na roda, chamou até o Fernando Henrique Cardoso para seu programa de televisão, distribui cartilhas com ataques aos adversários, frequenta cultos e feiras, faz e diz qualquer coisa.

A briga pode parar na Justiça. Russomanno ficou ofendido com uma cartilha distribuída pela campanha do PSDB, que o compara a Fernando Collor, e ameaçou processar o tucano.

Serra respondeu que não tem nada com isso e continuou no ataque: "Que ótimo! E ele vai abrir também investigação para tudo o que for dele? O Ministério Público Federal vai ficar sobrecarregado...".

Entramos na fase do vale-tudo. Dias após sua entrada na campanha de Fernando Haddad, depois de fazer bico e só criticar o candidato petista nos últimos 10 meses, Marta Suplicy ganhou ontem o Ministério da Cultura, algo que só estava previsto para acontecer após as eleições.

Na versão paulistana da "guerra dos padrinhos", agora só falta a presidente Dilma subir no palanque de Haddad, e Fernando Henrique Cardoso fazer o mesmo no de Serra.

Com 27 pontos de vantagem sobre Serra (57 a 30%) e 23 sobre Haddad (54 a 31%), Celso Russomanno também continua favorito nas projeções para o segundo turno. Faltam agora apenas 25 dias para a abertura das urnas.

Quem diria...



Sintonia Fina
"Fale mal das minhas atitudes quando as suas forem um bom exemplo a ser seguido."

Nenhum comentário: