25 de ago de 2012

Paulo Preto avisa que vai citar Serra na CPI

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG- Partido da Imprensa Golpista) não mostra!


Convocado para depor na próxima quarta-feira na CPI do Cachoeira, o ex-diretor da estatal paulista Dersa, Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, avisou a tucanos que dirá à comissão que os seus atos à frente da empresa eram de conhecimento do ex-governador e hoje candidato à Prefeitura de São Paulo José Serra (PSDB).

Paulo Preto, como é conhecido, foi convocado pela comissão para esclarecer superfaturamento no Rodoanel obra de ampliação da marginal Tietê, uma das principais vias da capital paulista.

A ampliação da marginal era responsabilidade de consórcio liderado pela construtora Delta --empresa da qual o empresário Carlinhos Cachoeira é sócio oculto, de acordo com a Polícia Federal.

A obra foi contratada na gestão de Serra (2006-2010).

O engenheiro antecipou a interlocutores a disposição de afirmar que Serra era sua "bússola" na Dersa e que, para comprovar, dispõe de documentos assinados por ele.

Paulo Preto estaria também disposto a admitir que se valeu do trânsito entre empresários para ajudar a arrecadar, de forma legal, recursos para a campanha de Serra à Presidência, em 2010.

Além de se defender das acusações de que é alvo, o engenheiro decidiu dividir a responsabilidade de suas ações com o tucano após o fracasso de uma articulação com o PT para impedir que sua convocação fosse engavetada.

O depoimento de Paulo Preto ocorrerá um dia após o de Pagot, outra testemunha potencialmente explosiva. Ou seja, a fala de Pagot pode vir a pautar os questionamentos ao ex-diretor da Dersa.

Em entrevistas que acabaram por servir de estopim para sua convocação, Pagot atirou contra petistas e tucanos.

Ele disse que o PSDB fez caixa dois nas obras do Rodoanel -- responsabilidade da Dersa, mas bancada com recursos federais

Apesar de domado pelo senador Blairo Maggi (PR-MT), seu padrinho político, Pagot ainda guarda mágoas por ter sido demitido em meio à "faxina" do Ministério dos Transportes, no ano passado.

Sintonia Fina

Nenhum comentário: