2 de ago de 2012

INSS julga na semana que vem primeira ação contra agressor de mulher

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG- Partido da Imprensa Golpista) não mostra!


A partir de agora, autores de violência doméstica terão de indenizar a Previdência em caso de morte ou afastamento da vítima
São Paulo – A parceria entre a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), o Ministério da Previdência Social e os institutos Nacional do Seguro Social (INSS) e Maria da Penha foi formalizada no final da tarde de ontem (31), em Brasília. A partir de agora, qualquer agressor que pratique violência contra uma mulher, terá de indenizar o INSS em caso de morte ou afastamento da vítima.
Segundo nota da Previdência Social, na próxima terça-feira (7), o INSS deverá julgar a primeira ação relacionada à violência doméstica e familiar praticada contra a mulher. A data é simbólica, pois se refere ao aniversário da Lei Maria da Penha, nº 11.340/2006.
De acordo com a SPM, a ministra Eleonora Menicucci avalia que a iniciativa tem caráter pedagógico.
O ministro Garibaldi Alves Filho, da Previdência Social, afirmou que o órgão pretende fazer novas parcerias com os órgãos que tratam da questão. “Temos que fazer com que a violência contra as mulheres se torne cada vez mais residual, minoritária e a expressão de um absurdo”, disse.

Sintonia Fina

Um comentário:

llManuh disse...

Teoricamente brilhante! Quero ver na prática como isso vai funcionar! rsss

Beijos meus