3 de jul de 2012

Galvão Bueno garante que ‘o Corinthians é o Brasil na Libertadores’

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!

Ele sabe que a verdade é outra. Mas não pode dizer. A Globo é o Corinthians na Libertadores…



"O Corinthians é o Brasil na Libertadores."
Galvão Bueno soltou a frase na transmissão da final da Eurocopa.
Como se são paulinos, palmeirenses e santistas tirassem suas camisas do Corinthians do armário...
E se preparassem para assistir a final com a foto de Romarinho grudada no peito.
Tadeu Schmidt encerrou os gols do Fantástico no gramado do Pacaembu.
E desejando toda a sorte para o time de Andrés Sanchez na quarta-feira.
Galvão e Tadeu estão sendo trucidados nas redes sociais da Internet.
Torcedores rivais nunca verão o Corinthians como seu representante na Libertadores.
Muito pelo contrário.

O foguetório aqui em São Paulo foi muito maior no gol do Boca do que do time paulista na semana passada.
Disparada a maior torcida no Brasil para a final da Libertadores é anticorintiana.
Até pela supervalorização do clube em relação ao torneio, a grande maioria dos torcedores quer a vitória do Boca.
Mas para a TV Globo não é uma questão de simples torcida.
Muito menos de Galvão Bueno que todos sabem ser flamenguista doente.
O problema para a emissora carioca é o dinheiro e a audiência que o clube paulista mais popular gera.
A Globo já tomou um solavanco quando a Fox exerceu seus direitos e tirou a Libertadores da Sportv.
Justo nesta competição que pela primeira vez os corintianos chegaram à final.
A emissora a cabo teve de se contentar com showbol, vôlei, basquete e Copa do Brasil.

A Fox Sports está fazendo a festa logo no ano de sua estreia no Brasil.
Na tevê aberta, os executivos da Globo sabem bem que a audiência vem despencando há anos.
Os únicos clubes a conseguir segurar mais os telespectadores são Flamengo e Corinthians.
Não por acaso, as equipes a ser mais mostradas em todos os torneios que estiverem envolvidas.

Como a TV Globo tem os direitos de transmissão do futebol desde os tempos da ditadura, a tabela dos torneios é feita com o aval dela.
Por isso tantos jogos do Flamengo e Corinthians às quartas-feiras e domingos.
Não é por acaso.

É para serem mostrados.

Quanto mais audiência, mais a emissora poderá cobrar dos patrocinadores.
Para garantir que os clubes mais populares do Brasil tenham os melhores times, a Globo resolveu contribuir.
Corinthians e Flamengo receberão mais dinheiro nos próximos anos da emissora.
Eles têm a obrigação de contratar melhores jogadores.
Se eles se transformarem em Barcelona e Real Madrid do Brasil, deixando os outros para trás, não importa.
O que Marcelo Campos Pinto, executivo maior do futebol da emissora, quer é audiência.
Houve uma grande preocupação quando, por exemplo, Palmeiras e Botafogo de Ribeirão chegaram ao recorde em um domingo de março deste ano.
A partida foi a menos vista da história na TV Globo aos domingos.
Teve apenas 12 pontos de audiência.
Os patrocinadores do futebol ficaram ressabiados.
E também respingou em quem paga a publicidade de Fausto Silva.
Portanto o Corinthians ter chegado à final da Libertadores é uma dádiva para a Globo.

As audiências dos jogos decisivos das últimas fases da competição têm sido ótimas.
Contra o Vasco no Pacaembu foi de 34 pontos.
Diante do Santos, 43 pontos, a melhor audiência para a Globo como um todo desde 2010.
A partida contra o Boca na Bombonera deu 42 pontos.
Há a perspectiva de que a de quarta-feira, dia da final, seja excelente.
Talvez passe dos 50 pontos.
Pouco importa se metade ou mais tenham sido de torcedores adversários, torcendo pela derrota corintiana.
O que vale para a emissora é audiência.
Não importa quem assista.
Para não pegar mal, Galvão Bueno e Tadeu precisam posar de corintianos.
E fingir que falam para a população brasileira, toda corintiana.
Os dois sabem muito bem que estão falando bobagem.
Mas têm ordens para isso.

Se o Corinthians vencer a Libertadores está garantida audiência maravilhosa para o Mundial de Clubes.
E certamente com anunciantes de última hora.
A chegada da equipe de Andrés Sanchez refletirá também nos programas esportivos da emissora.

A empolgação com o futebol estará garantida até o final de 2012.

E até 2013, já que se o Corinthians vencer a Libertadores estará classificado para o próximo ano.
Assim, mais audiência e mais dinheiro na conta da emissora carioca.
Traduzindo.

Quando o flamenguista Galvão Bueno diz: 
'O Corinthians é o Brasil na Libertadores'
O que ele quer dizer é "A Globo é o Corinthians na Libertadores."
(Para desmoralizar ainda mais a frase de Galvão Bueno, só Tite
O treinador corintiano fez questão de destacar hoje.
"O Corinthians não é o Brasil.
O Corinthians é o Corinthians."
Ficou mais do que claro.

            A Globo é o Corinthians na Libertadores


Sintonia Fina

Nenhum comentário: