13 de jun de 2012

QUEM TEM, TEM MEDO

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!



Mesmo diante de todas dúvidas que persistem sobre o processo de venda da mansão que lhe pertencia, e que por meios os mais tortos possíveis foi parar em poder de Carlos Cachoeira, no local inclusive onde ele foi preso pela Polícia Federal. 
 
Ainda que tenha declarado ao TRE em 2010 possuir patrimônio na ordem de R$ 1.2 Milhões e que apenas um ano depois tenha vendido o referido imóvel por R$ 1,4 Milhão. Mesmo diante das suspeitas de que possa ser o ZERO UM citado por sua assessora que possuía um telefone NEXTEL que fazia parte da rede de comunicação da organização criminosa. 
 
Mesmo diante da admissão de que nomeou diversas pessoas para seu governo por indicação de integrantes da rede criminosa de Cachoeira, e de que em seu governo, quase uma dezena de assessores foram demitidos ou pediram demissão por que tiveram seus nomes ligados a essa organização, o governador MARCONI PERILLO (PSDB-GO) não autorizou que seu sigilo fosse quebrado de forma espontânea.
 
 
Fica evidente que, sabendo-se que essa quebra de sigilo seria, ou virá a ser, determinante para que se chegue à verdade quanto as ligações de Marconi com Cachoeira e seu grupo, e quanto à lisura ou não de seus negócios imobiliários, o Governador Marconi Perillo admitiu, se não uma culpa, ao menos que tem o que esconder. 
 
Cai por terra a bravata de se colocar à disposição para depor na CPMI. Se não tivesse medo do que se pode apurar diante do seu sigilo quebrado, Perillo não teria se furtado a permitir que assim fosse feito.


Sintonia Fina
- com Blog do Saraiva

Nenhum comentário: