7 de jun de 2012

LUIZ FUX DESMENTE GILMAR MENDES, UM INJUSTO NA JUSTIÇA..

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!

Sereno, porém, firme, Ministro Fux rebate mais uma impropriedade de Gilmar Mendes


O Ministro Gilmar Mendes fez novas acusações de que Ministros do STF estariam sendo pressionados e até extorquidos por integrantes do PT. 
Gilmar, segundo a imprensa, classificou como coisa de gângster, de fascista, vazar para a Mídia o conteúdo de escutas da Polícia Federal. E disse que a intenção do PT de divulgar um documento sobre o fato, tinha a intenção de "EXTORQUIR" - "OPRIMIR", Luiz Fux e Dias Toffoli.

A RESPOSTA DE LUIZ FUX É A SEGUINTE:

"Eu nunca fui extorquido por ninguém do PT. Eu nunca fui procurado por ninguém do PT para tratar de mensalão" 

A CONDUTA INACEITÁVEL DE GILMAR MENDES

Gilmar diz que procurar a imprensa para "vazar" escutas da Polícia Federal é coisa de gângster. É como se o Ministro não soubesse que esses vazamentos são inevitáveis, feitos pelas mais diversas fontes, e ao sabor muitas vezes do interesse de uns contra outros. Gilmar parece acreditar, e aí deixa uma forte má impressão de que não está equilibrado, que ele é o único "SER" honesto, incorruptível, correto e que está acima de suspeição. 

Suas afirmações deixam, no "frigir dos ovos", os demais membros do STF muito mal, pois, Gilmar os coloca como Ministros que sofrem pressão, são extorquidos, procurados para conversas inconfessáveis e nada fazem, nada dizem, nada denunciam. 

Está muito claro, que se há um Ministro que não tem mais condições de participar do julgamento do Mensalão, esse Ministro é Gilmar Mendes. Sua conduta nesse momento, e a forma como se portou no caso da suposta conversa com Lula, são absolutamente inaceitáveis para um membro do STF. 

O Ministro Gilmar Mendes, vote como votar no referido processo, julgando ou absolvendo, terá seu voto observado e criticado, não será um voto em que se acredite que foi feita justiça por parte dele. 

Se condenar, todos dirão, nós já sabíamos que ele votaria assim, ele odeia o PT. Se absolver, a afirmação será de que votou dessa forma para se mostrar "magnânimo" e acima do bem e do mal.

Convenhamos, um Ministro do STF que procura uma REVISTA para fazer acusações sem prova, que é desmentido à toda hora por ex e atuais colegas do Supremo Tribunal,  que ataca o Presidente da República de um país amigo, e que se apresenta suarento e gaguejante quando confrontado, não tem mais condição de permanecer naquela Corte.


Sintonia Fina
- com 007 Bondeblog

Nenhum comentário: