22 de jun de 2012

27 arrastões. O PCC voltou !

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!

O Sintonia Fina reproduz texto do Conversa Afiada. 


É a Chuíça (*) do Cerra…



A suspeita é que a cidade tucana esteja sitiada por um “salve” do PCC.



Arrastão estraga festa de aniversário em São Paulo


ANDRÉ CARAMANTE
DE SÃO PAULO

MARINA GAMA COLABORAÇÃO PARA A FOLHA


Poucas horas antes do governador Geraldo Alckmin (PSDB) se reunir com a cúpula da Segurança Pública paulista para anunciar medidas contra arrastões na cidade de São Paulo, mais dois estabelecimentos foram atacados.


Os dois arrastões foram no horário do jogo entre Corinthians e Santos, com menos de uma hora de intervalo.


O primeiro restaurante atacado por ladrões anteontem foi o Gattai Sushi, na avenida Iraí, em Moema (zona sul de São Paulo), durante uma festa de aniversário que ocorria no local. A região é considerada uma das mais policiadas da cidade.


Minutos depois, foi a vez dos ladrões invadirem o Esquina do Açaí, na avenida Diógenes Ribeiro de Lima, no Alto de Pinheiros (zona oeste de São Paulo).

Com os dois casos de anteontem, já são 27 crimes dessa modalidade neste ano na capital paulista.


AMEAÇAS DE MORTE


O ataque ao Gattai Sushi ocorreu bem na hora em que era comemorado o aniversário de 18 anos de uma jovem.


Cinco ladrões, todos armados, apavoraram psicologicamente funcionários e 11 pessoas que jantavam -quatro delas participavam da festa.


As vítimas foram obrigadas a ficar agachadas ao lado das mesas onde estavam. Para entrar no restaurante, os cinco criminosos também renderam os manobristas do local.


(…)


Na madrugada de terça-feira, o bar The Joy, que fica em frente à Universidade Mackenzie e perto de duas bases da Polícia Militar na Vila Buarque, na região central de São Paulo, também havia sido alvo de arrastão.


(…)


Enquanto isso, o PCC volta a executar policiais:


Um soldado da Polícia Militar foi morto a tiros na madrugada desta sexta-feira no Jardim Edda, na zona sul de São Paulo. Segundo a PM, ele estava indo para o trabalho de moto, quando foi atingido por um carro. Criminosos que estavam no veículo desceram e atiraram no soldado.


Policiais do 50º Batalhão da PM informaram que o soldado Osmar Santos Ferreira, que seria do 16º Batalhão, foi socorrido e encaminhado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os criminosos fugiram de carro.


Também na madrugada desta sexta, ocorreu um ataque a uma base na madrugada desta sexta, ocorreu um ataque a uma base da Polícia Militar na rua Joapitanga, na Vila Campanela, zona leste de São Paulo.


Desde o dia 13, foram registradas quatro mortes de policiais que estariam fora do horário do trabalho. Existe a suspeita de que as mortes dos três PMs tenham sido retaliação da facção criminosa PCC contra a operação da Rota (tropa de elite da PM) que matou seis homens no fim de maio, na zona leste de São Paulo.


Sintonia Fina

Um comentário:

llManuh disse...

Dois ataques à bases policiais na Zona Leste. Acho que Alckmin não está cumprindo acordo com Markola, está na hora de voltar a negociar..