12 de mai de 2012

Nassif aponta mea culpa tardio de Veja

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!

Nassif aponta mea culpa tardio de Veja 

Matéria sobre redes sociais condena ataques infames que foram insuflados pela própria publicação


O jornalista Luís Nassif se transformou em “Nassífilis” graças a ataques que começaram a ser disseminados na revista Veja. Primeiro, por Diogo Mainardi. Depois, Reinaldo Azevedo. Neste sábado, Veja publicou matéria condenando as “indecências” da internet e Nassif enxergou um mea culpa tímido e tardio. Leia:

Confesso não ter entendido a matéria da Veja sobre Internet e redes sociais. Leia o trecho; depois compare com o restante do post.

Ela inicia apresentando alguns casos de vítimas das campanhas obscenas pela Internet. Aparentemente estou incluído entre as vítimas.
Depois, deplora que as vítimas da Internet – eu – não têm a quem recorrer.

Na série "O caso de Veja" dedico um capítulo inteiro à cara da Veja na Internet. Clique aqui para ir ao capítulo "A cara de Veja".

Através dos seus blogueiros, coube à revista levar o estilo esgoto do jornalismo para a Internet. A intenção de Roberto Civita era, através dos ataques mais ignominiosos, amedrontar aqueles que ousassem apontar o esquema criminoso montado pela revista.

Compare o texto acima, de Veja, com o estilo trazido para a Internet por seu portal, através do seu blogueiro padrão.

"Imaginem o sujeito olhar a própria cara triste no espelho, todos os dias, e constatar: "Sou um vendido, um vagabundo, um pilantra". Mais: "Não pago as minhas dívidas: nem as públicas nem as privadas"".

"Dizer o quê? O sujeito não seria um vendido, um vagabundo, um pilantra e um caloteiro se não fosse também invejoso e mentiroso. Ele conseguiria fazer um blog de sucesso como este? Não. É um analfabeto. Mas poderia ao menos tentar. Só que é preciso trabalhar em vez de bater a carteira alheia."

"Alguns sugeriram que eu peça emprestada àquele lá a botinha cor-de-rosa. Xiii, acho que não vai dar. Para usar aquilo é preciso ter um passado, hehe. Vai que o Alexandre Frota olhe pra mim e diga: "Huuummm, que matéria!". E cobre de mim aquele rodopio sensual e manemolente. Não estou preparado para emoções fortes com esta idade..."

Aliás, tão estúpidos que supuseram que essas baixarias intimidariam todas as vítimas. Os comentários abaixo saíram pouco antes de iniciada a série da Veja.

"Anonymous Pyoter
Reinaldo,
Poupe o pé. Pode deixar que eu chuto a bunda desses anões e mascates. O mascate eu sei que corre, é covardão, cagão, mas eu alcanço ele."

Blogger Sérgio
O Mascate tá com invejinha??? Manda ele distribuir pipoca no balcão de anúncios dele. Depois do vexame que ele se auto-infligiu nos últimos dias, todo mundo sabe que ser PIPOQUEIRO é a melhor das "virtudes" dele."

Por Reinaldo
(...) , um desses vagabundos que deveriam estar lendo o blog do ladrão endividado ou do ladrão bem-sucedido, não gostou do que escrevi sobre os planos de saúde. Coitada da ratazana de sauna!

Anonymous Anônimo
Reinaldo,
Esse que escreveu, pela fama, devia tomar cuidado para não morrer na mão de um travesti violento.

Anônimo disse...
Olha aí moçada, o Blog é do Reinaldo Azevedo.
Se ele quiser chamar alguém de viado, de vagabundo e ladrão é problema DELE.
Quem quiser entrar no site do Bandolin ou da Pantera cor de rosa, que entre, mas não use o Reinaldo como desculpa.
E parem com esse papo do "politicamente correto".
Senta o dedo nesses porras Reinaldão.


Veja tem razão em um ponto.

A ação contra esses ataques tramita há quase três anos no Fórum da Freguesia do Ó, sem sequer ter chegado ao juiz de Primeira Instância.


Sintonia Fina
- com 247

Nenhum comentário: