17 de mar de 2012

Globo ressuscita 'meninas' do Jô para falar mal (adivinha de quem), em ano de eleitoral

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!


Depois de mais de um ano fora do ar ("coincidentemente" ano sem eleições), o programa do Jô de quarta-feira ressuscitou as 'meninas' do Jô, com quatro colunistas do PIG (Partido da Imprensa Golpista) escolhidas a dedo: as CANSADAS Lucia Hyppolito, Cristiana Lobo (Globonews), Ana Maria Tahan e Lilian Witte Fibe.

Para um programa que se propunha a falar de escândalos políticos quando o alvo era o governo Lula, nenhuma palavra sobre o assunto quente da semana: as ligações de Demóstenes Torres com Carlinhos Cachoeira, e muito menos sobre "A Privataria Tucana" que, fatalmente, dominará boa parte da pauta das eleições paulistanas.


Depois de falarem muita abobrinha, Jô soltou seus urubus da gaiola insinuando que a Copa do Mundo de 2014 vai quebrar o Brasil. Em 1950 também disseram isso da construção do Maracanã, mas o que se viu foi uma década seguinte espetacular com a volta de Getúlio Vargas seguida da presidência de JK.


Jô levantou a bola com a seguinte pérola: a crise grega teria sua origem nos gastos com estádios para as Olimpíadas de Atenas. Witte Fibe "confirmou", dizendo que "um motorista de táxi grego havia dito isto para ela!". 
 
Uau... Quer dizer, aquele negócio de subprime nos EUA, quebra do Leman Brothers, da AIG, contaminando os bancos Europeus em efeito cascata, foi tudo culpa das Olímpiadas de Atenas? E como explicar a continuidade do crescimento Chinês após as Olimpíadas de Pequim? Ainda bem que o programa do Jô também se apresenta como programa de humor, porque a coisa só se encaixou como piada, passando longe de análise econômica ou política.

No fim, Jô deixou escapar "o plano": Disse que "as meninas do Jô vai voltar uma vez por mês, pelo menos... para comentar os fatos como, por exemplo... o MENSALÃO que vai ser julgado agora...".



Pois é... em ano eleitoral, a rede golpe escala toda sua programação para sua pauta única de sempre: campanha eleitoral negativa anti-Lula, anti-Dilma, anti-trabalhadores. Se preparem, porque haja bolinha de papel.


Sintonia Fina
- Amigos do Lula

Nenhum comentário: