6 de fev de 2012

Retrato do Brasil: a farsa do "mernsalão" e a ditadura da mídia conservadora

Mídia O "mensalão" e a ditadura da imprensa conservadora
O editorial da revista Retrato do Brasil (fev/2012), com o título “Com a faca no pescoço, ou sem a faca?”, expõe, mais uma vez, o instinto ditatorial da grande mídia conservadora; ela pretende fazer o papel de polícia, tribunal e algoz de suas vítimas. 
 
E pressiona o STF a desrespeitar os autos e ir além dos delitos realmente praticados no chamado mensalão. 
 
No final do ano passado, o jornalista Augusto Nunes relembrou no site da Veja.com um detalhe significativo da primeira plenária do Supremo Tribunal Federal que tratou do caso do mensalão, a sessão de aceitação da denúncia que abriu o inquérito naquela corte. Nas palavras de Nunes:
(...)
No País, felizmente, a grande mídia ainda não tem o poder legal de decidir quem deve ou não ser condenado e preso. Os julgamentos ainda não são feitos a partir do que a mídia mais conservadora escreve, embora ela se empenhe nesse sentido. 
Os julgamentos são realizados com base nos autos. Ainda existe o devido processo legal, que obriga a provar as acusações com depoimentos, fatos, laudos periciais. 
 
E, a nosso ver, os termos da denúncia do procurador-geral usados para justificar sua pretensão de ter revelado o maior crime de nossa história alinhavam um conjunto de indícios precários, alguns manifestamente ainda não investigados quanto à sua ligação com a tese principal da acusação. 
 
 
Sintonia Fina
- Blog da Dilma

Nenhum comentário: