17 de fev de 2012

Ficha Limpa vale em 2012. Gilmar ignora a turba

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra !


Saiu no G1:
 
Maioria dos ministros do STF vota pela aplicação da Lei da Ficha Limpa
Após o voto de Carlos Ayres Britto na tarde desta quinta (16), a maioria dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) já se manifestou favoravelmente (por 6 a 1) à aplicação dos principais pontos da Lei da Ficha Limpa a partir das eleições municipais de 2012.
 
A Lei da Ficha Limpa prevê a proibição da candidatura de políticos condenados pela Justiça em decisões colegiadas ou que renunciaram a cargo eletivo para evitar processo de cassação.
O voto decisivo de Ayres Britto citou Tobias Barreto: “Onde o povo não é tudo, o povo não é nada”.
E Padre Vieira, o Imperador da Língua, segundo Pessoa: “os governadores pobres vão para a Índia rica. Voltam ricos da Índia pobre.”
Enquanto isso, depois de derrotado, "Gilmar Dantas" leu seu longo e desconexo voto que foi, apenas, uma tentativa de demonstrar que a Justiça não deve dar atenção à “turba” do Ministro Marco Aurélio (Collor de) Melo, ou a seu Zé Mané do botequim.
Para Gilmar Dantas, o Supremo tem um papel educativo, ao tomar medidas “contra-majoritárias”.
Sem dúvida.
Quanto não aprendemos com os dois Hcs Canguru – como se diz nos meios jurídicos – que ele concedeu, no espaço de 48 horas, ao passador de bola apanhado  – no ato de passar bola?
Que lição! 
Paulo Henrique Amorim

Sintonia Fina

Nenhum comentário: