11 de jan de 2012

SP: VIVENDO NUM SUBMARINO AMARELO E AZUL


Um amigo deste escriba confidenciou que houve uma discussãozinha no boteco, entre os jornalistas, todos empregados do Diário Oficial da Tucanolândia, sobre como se comportariam quando SP começasse a alagar de novo, como alaga todo ano.

Afundariam todos em um submarino amarelo, e azul.

Não dava pra usar as mesmas desculpas do ano passado, porque o picolé de chuchu já disse naquele momento que as chuvas o tinham apanhado desprevenido. Claro, ele não sabe que todo ano chove, e nunca foi Governador de São Paulo. Um ingênuo.

Sabedores de que atualmente a blogsfera desconstrói todo o trololó da tucanolândia, anteviram os tais jornalistas, que seriam zombados grosseiramente. Mas com zombaria ou não, teriam que jogar o migué tradicional, já que, manda quem pode, obedece quem tem juízo.

E como o PSDB é dono da mídia, acharam que perder o emprego por falar a verdade, talvez não fosse uma hipótese das melhores. Mas houve quem destoasse. Foi justamente aí que nasceu a frase do destaque, de que as casas do Geraldo não duraram uma chuva.

Haverá represálias, ouviz dizer. Tucano que é tucano censura a mídia pelo bolso dos patrões. Mas não tolera deserção. Ainda mais uma deserção que zomba do comandante!
 
 
Sintonia Fina
via Anais Políticos

 
"O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter"(Cláudio Abramo)  

Nenhum comentário: