8 de jan de 2012

Revista Veja planta preconceito e ódio contra nordestinos, através de seu colunista

***


Você já viu alguma vez na revista Veja, liberação de verbas federais para os governadores tucanos de São Paulo, ser tratada como "plantando obras em currais eleitorais do Sudeste"?


Não viu, porque esse tratamento depreciativo na revista demo-tucana paulista só é dirigido aos nordestinos, como prova o texto do colunista bufão acima.


Esse caldo de cultura preconceituoso plantado na revista é o ovo da serpente do racismo, neo-nazismo e assemelhados, que geram seus filhotes, como uma gaúcha de 18 anos, que conseguiu produzir em seu twitter, em dezembro passado, essas "pérolas" de pensamentos:




Nada que 1 a 3 anos de prisão não resolva (apesar dela acreditar na impunidade da cesta básica), para a moça ter bastante tempo para refletir em sua cela. Mas a questão maior não é o seu caso isolado. É o quanto essa geração da "Sofia of Drems" (filhas e filhos de uma elite cuja "formação de opinião" se dá sob influência de leituras como da revista Veja), estão recebendo valores e princípios deformados e desumanos.


A OAB/CE (Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará) está movendo ação contra a moça. O caso causou repercursão e repúdio no mês passado, conforme a reportagem abaixo:







O Procurador da República Oscar Costa Filho, apesar de promover certa polêmica a respeito do ENEM, está certo em dizer que o comportamento destas moças é apenas o efeito, e é preciso buscar as causas.

Que tal o Procurador dar uma palavrinha com os "formadores de opinião" da Veja?


Sintonia Fina
via ContrapontoPIG


 

"O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter"(Cláudio Abramo)

Um comentário:

florencio1 disse...

revista veja prega preconceito contra nordestinos