24 de jan de 2012

Desembargadores querem limitar poderes do Coaf

SE TENTAREM ENFRAQUECER , 
VAI FEDER DEMAIS PARA ELES MESMOS.


Diretora de órgão ligado ao Ministério da Justiça defende que conselho é “imprescindível” para garantir o sistema de combate à corrupção O governo reagiu à tentativa dos desembargadores de limitar os poderes do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). 

Para a diretora adjunta do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Internacional, do Ministério da Justiça, Camila Colares, o Coaf é um órgão “imprescindível” no sistema de combate à lavagem de dinheiro e corrupção. 

O departamento, ao lado do Coaf, integra a Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro (Enccla). “A unidade de inteligência financeira, como o Coaf, não é uma figura brasileira e vem atender uma série de recomendações internacionais. 

Não se pode conceber um sistema antilavagem sem essa unidade. 

Cada país tem suas características, mas existe um eixo central que é respeitado internacionalmente”, afirma Camila... 


Sintonia Fina
_Os Amigos do Brasil

Nenhum comentário: