7 de dez de 2011

Globo tenta e não consegue derrubar o Pimentel

Sintonia Fina reproduz PHA

Poeta: as sobrancelhas falam


O jornal nacional desta terça-feira fez o que pôde para derrubar o Ministro Fernando Pimentel, da Indústria.

Como o Ali Kamel não entende de televisão, ele literalmente copiou a edição impressa do Globo que imprimiu uma suspeita que não provoca suspeita em ninguém 

Depois dessa longa leitura, o espectador virou a página e se deparou com um “tom”, um “ambiente” de deslavada corrupção.

Um suposto líder do PSDB deu uma declaração notável: se houver suspeita ele tem que se explicar.

Não se pode conviver com a suspeita.

A suspeita é inadmissível !

Suspeita de quem, cara pálida ?

Do Ali Kamel ?

O Conversa Afiada, por exemplo, suspeita que esse cavalheiro não pode ser líder de partido nenhum.

A suspeita é livre, não é isso, amigo navegante  ?

Aí, vem uma repórter de nome Bomtempo, que, por bom tempo, parecia a vice-lider da oposição ao Governo Lula, na bancada do Bom (?) Dia Brasil.

Deve ter sido promovida – suspeita-se.

No fim, Pimentel explica tudo.

Renda compatível com os valores do mercado.

Nota fiscal.

Tributo recolhido.


Ganhou um bom dinheiro.

Ganhou um bom dinheiro quando estava fora do Governo.

Como faz o Padim Pade Cerra, hoje, que está fora do Governo, com suas inúmeras palestras mundo afora..

Ou o Farol de Alexandria.

O problema não é ganhar dinheiro fora do Governo.

É ganhar dentro, diria o Toni Palocci.

O interessante também observar o legado da Fatima Bernardes.

Quando queria revelar a sua indignação, sua perplexidade diante de algum malfeito (geralmente de um trabalhista), Bernardes erguia as sobrancelhas em sinal de veemente protesto.

Pois não é que a Patrícia Poeta fez o mesmo, quando se encerrou a fala do Pimentel ?

Pela eloquência do movimento das sobrancelhas, Poeta deve suspeitar de alguma coisa.

Suspeita-se.



Sintonia Fina

Nenhum comentário: