21 de nov de 2011

Os bastidores de um encobrimento


O Viomundo, de Luis Carlos Azenha e Conceição Lemes, generoso como sempre, ouviu-nos sobre o trabalho deste blog na apuração dos fatos por trás do mais do que encoberto vazamento do poço perfurado pela Chevron-Texaco no poço de Frade.

Repetimos: o deputado Brizola Neto, como parlamentar, e eu, jornalista, não fizemos mais do que a nossa obrigação, política e profissional.

E, creio que falo em nome de ambos, com imensa tristeza.

Não apenas por ser, em si, um episódio lastimável um acidente poluidor desta expressão mas, sobretudo, porque a  imprensa – que deveria representar um papel vital na revelação do caso – comportou-se de forma distante, preguiçosa e, muitas vezes, submissa  ou cúmplice  de uma grande empresa estrangeira em algo imperdoável: a destruição da natureza brasileira.

Bom que os fatos – ainda que não todos – tenham começado a vir à tona. Os indícios são de uma grande irresponsabilidade, provocada pela ganância e por um certo desdém  com o Brasil e sua capacidade de responsabilizar – criminal, econômica e político-administrativamente – quem coloca em risco o patrimônio natural deste país.

Se você quiser ler sobre como foi nossa teimosia atrás do caso, acesse aqui a matéria do Viomundo.

Sintonia Fina

Nenhum comentário: