30 de nov de 2011

Daniel Dantas e a metonímia. Ou os olhos azuis de Sinatra


O excelente advogado Cesar Marcos Klouri sugeriu a este ansioso blogueiro que relesse as ações que o banqueiro condenado por passar bola move contra este ansioso blogueiro na 36ª. Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio.

(Não perca o vídeo do jornal nacional que em Cesar Tralli mostra como Dantas passou bola a agente da Polícia Federal e Gilmar Dantas (*) ignorou.)

São apenas duas das 13 ações que o banqueiro condenado move contra este ansioso blogueiro.

E treze das 41 que movem contra ele, e que muito o enobrecem: diz-me quem te processa e dir-te-ei quem és  (onde se encontrará a Galeria de Honra Daniel Dantas).

Neste caso em exame, o banqueiro condenado processa este ansioso blogueiro pelos posts abaixo:

PiG divide mesmo espaço a crimes e defesa de Dantas, o “brilhante”


Posted on 22/07/2009


Saiu no Estadão pág. A8, na parte de cima da página:


De Sanctis decreta sequestro de 453 mil cabeças de gado de Dantas


De acordo com juiz, banqueiro teria usado suas 27 fazendas para lavagem de recursos de origem ilícita


O juiz federal Fausto Martin De Sanctis decretou o sequestro de todo o complexo agropecuário do banqueiro Daniel Dantas, do Grupo Opportunity — 27 fazendas e 453 mil cabeças de gado. Amparado em investigação da Polícia Federal, na Operação Satiagraha, o juiz suspeita que Dantas teria usado suas propriedades rurais para lavar recursos de origem ilícita. A ordem judicial foi comunicada ontem ao Ministério Público Federal, à PF e à defesa.


Também deu no Estadão, na parte da baixo da página:


Conduta de juiz abre polêmica entre juristas


Liquidação de fundo foi classificada por alguns como “inusitada” e por outros como “legítima”


A liquidação do Opportunity Special Fundo de Investimento em Ações (Opportunity Special FIA) criou polêmica entre juristas consultados pelo Estado.


A decisão foi classificada pelos especialistas como “precipitada”, “inusitada” e, ao mesmo tempo, como “legítima e ideal”.


Metade de cima da página a decisão corajosa do corajoso Juiz Fausto De Sanctis, que deu às fazendas de Dantas o tratamento que deu aos bens do traficante Abadia, já que os dois jogam no time do “crime organizado”.


A metade de baixo da página se ocupa da “suposta” defesa do”brilhante”, segundo FHC.


Também a Folha (**), na pág. A4, dedica à “suposta” defesa do passador de bola apanhado no ato passar bola o mesmo espaço que dedicou à corajosa decisão do corajoso Juiz De Sanctis.


Uma questão de equidistância…


O Bom (?) Dia Brasil também deu à suposta defesa do “brilhante” o mesmo espaço da decisão corajosa do corajoso De Sanctis…

E o post:

Fernandinho Beira-Mar diz à Folha (*) que PF foi quem plantou a cocaína


Postado em 25/julho/2009


Saiu na primeira página acima da dobra e na pág. A10, pág. inteira:


“(Daniel) Dantas diz ter provas de que Brasil Telecom subornou a PF”; “Tenho provas de que dinheiro da BrT bancou a Satiagraha”.


Navalha do Conversa Afiada

 

 


Fernandinho Beira-Mar não apresenta uma única prova, uma única informação para lastrear a denuncia de que foi a Policia Federal que plantou cocaína na casa dele.


Trata-se de uma entrevista do tipo “púlpito”: perguntas ineptas e respostas inúteis.


A única informação relevante da Folha (*) está num quadradinho que diz “Banqueiro se projetou no Governo FHC”.


Não se tem noticia de que o New York Times tenha concedido uma página a Benard Maddof ou a Al Capone, DEPOIS de condenados.


Mas, a Folha e o PiG fazem qualquer coisa.


Na pág. A2, por exemplo, um articulista de quem Lula diz que é amigo chama Lula de Hitler …


Em tempo: nessa edificante entrevista, Fernandinho Beira-Mar fez acusações terríveis ao empresário Luiz Roberto Demarco. A Folha (*) ligou para Demarco: queria ouvir o “outro lado”. (*) Demarco, por e-mail (atenção, amigo  navegante, só dê entrevista ao PiG  por e-mail), disse que ia processar Dantas, já que, dessa vez, fazia acusações pessoalmente e, não, pela boca de advogados, assessores ou jornalistas de seu Sistema Dantas de Comunicação. A Folha não de uma única  linha do que Beira-Mar disse de Demarco. Por que ?, amigo navegante, para poupar Beira-Mar de um processo ?


(*) Ouvir o outro lado é como o PiG (**) tenta demonstrar que é sério. Faz o jornalismo mais incompetente, parcial, mais golpista e elitista do mundo e, de vez em quando, “ouve o outro lado”, para fingir que é o New York Times.

 

Sintonia Fina reproduz texto do Conversa Afiada

Nenhum comentário: