21 de mar de 2012

Presidente do TJ-SP desafia Eliana Calmon

Veja aqui o que o Partido da Imprensa Golpista (PIG) não mostra!


Quem não deve, não teme, desembargador Ivan Sartori!
O sr. Sartori, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, o maior do País, está enfurecido com a decisão da grande, aguerrida e corajosa ministra-corregedora Eliana Calmon, do Conselho Nacional de Justiça, de investigar todos os magistrados do dito tribunal, com o poder e a força e o direito que tem enquanto Corregedora Nacional de Justiça, atuando em conformidade com a Constituição Federal e com o incondicional apoio do Povo Brasileiro, é bom que se diga.
 
Ninguém aqui está interessado no contracheque da ministra Eliana Calmon, sr. Sartori. Pelo inigualável trabalho que vem fazendo em prol do Brasil, a ministra deveria receber no mínimo R$ 1 milhão por mês! 
 
Aliás, diante do estapafúrdio desafio lançado pelo sr. Sartori, a ministra mandou dizer que seu contracheque é público! Está claro que isso é manobra diversionista do presidente do TJ. Queremos conhecer o seu contracheque e dos demais magistrados do TJ-SP, do estado todo, de todos os fóruns. E gostaríamos também de conhecer as declarações de bens e renda de todos, se possível.  
 
Todos os senhores e senhoras de toga são SERVIDORES DO POVO BRASILEIRO. 
 
E ao Povo Brasileiro devem prestar contas de seus ganhos e de seus procedimentos. 
Não entenderam ainda?
 
Vá pra cima, ministra Eliana Calmon! Reforce sua segurança e vá pra cima! Não se deixe constranger ou intimidar! A senhora tem todo apoio e solidariedade de nós todos, cidadãs e cidadãos brasileiros, Indignadas e Indignados com as iniquidades praticadas pela Bandidagem Togada.

 Sintonia Fina
-Com Texto Livre

Nenhum comentário: